YouTube quer usar realidade aumentada para teste de maquiagem antes da compra

João Ortega

Por João Ortega

4 de junho de 2019 às 11:07 - Atualizado há 12 meses

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Em maio, o Google anunciou a criação do Google Shopping, uma ferramenta que permite comprar produtos associados a conteúdos nas diversas plataformas da empresa, como Google Images, Discover e YouTube. Agora, os desenvolvedores do app do YouTube para Android estão testando um recurso para experimentar maquiagem com realidade aumentada, que pode facilitar a venda de itens deste segmento.

Embora não tenha sido confirmada pela empresa, a informação foi levantada pelo site Android Police, que encontrou no código da aplicação da atualização do YouTube um botão chamado “Try on lipstick” (experimentar batom). Ao selecionar o recurso, o smartphone abre uma câmera de selfie em que os lábios do usuário são “pintados” com o batom que está à venda no vídeo. Como comparação, funciona de forma similar a um filtro do stories do Instagram.

Em março, o Google publicou em seu blog diversas informações sobre possíveis aplicações da realidade aumentada em suas plataformas. A foto desta matéria, que apresenta as diferenças sutis entre o batom usado no mundo real e no virtual, estava neste post – e já indícios, portanto, dos planos da empresa em usar a tecnologia para venda de produtos.

O segmento de beleza tem muita força dentro do YouTube, com diversos canais focados neste tema. No entanto, a realidade aumentada voltada a vendas deve alcançar diversos outros mercados no futuro próximo, como vestuário, calçados, mobiliário e decoração.