Xiaomi lança celular de R$ 11 mil com tela que envolve a parte traseira

Segundo a empresa, o dispositivo será lançado no final do ano na China e em pequenas quantidades

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

24 de setembro de 2019 às 15:32 - Atualizado há 5 meses

Xiaomi

Depois dos celulares com telas dobráveis lançados pela Samsung e Huawei, foi a vez da Xiaomi criar seu dispositivo inovador. A companhia chinesa anunciou o Mi Mix Alpha, smartphone com uma tela que envolve a parte frontal e traseira do aparelho. O celular é equipado com o Snapdragon 855+, processador mais poderoso da Qualcomm, e suporta conexão 5G. 

Assine a newsletter Conexão China e receba conteúdo exclusivo semanal sobre a maior potência inovadora do Oriente!

O aparelho possui apenas um botão Power na borda superior. Fora isso, todos os comandos são acionados por meio de pressão. Além de exibir um painel e aplicativos na parte da frente, a tela traseira também traz notificações e informações customizáveis, como níveis de baterias e conexões ativas. 

A parte da frente não é equipada com câmeras. Assim, a traseira pode ser usada para capturar selfies, já que possui câmeras com sensores triplos. Segundo a Xiaomi, o sistema do Mi Mix Alpha é adaptado para identificar e inativar toques involuntários na tela enquanto o usuário segura o dispositivo. 

A empresa definiu o novo aparelho como um item mais exclusivo, fabricado em pequenas quantidades e direcionado aos fãs da marca. De fato, o smartphone será para poucos. Segundo a fabricante, o produto deve chegar às lojas na China até o fim do ano por 19.999 yuan, cerca de US$ 2.814 ou R$ 11,7 mil.