WhatsApp irá checar notícias falsas em eleições na Índia

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

2 de abril de 2019 às 14:13 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

O WhatsApp lançou uma ferramenta para usuários verificarem notícias e mensagens falsas na Índia. O momento escolhido para o lançamento da novidade não é aleatório, já que as eleições nacionais começam esse mês no país.

A plataforma de mensagens adquirida pelo Facebook possui mais de 200 milhões de usuários na Índia. Para combater a desinformação que possa ser compartilhada pelo aplicativo, a empresa está contando com a startup indiana Proto para verificar as mensagens. O projeto também tem a participação da Dig Deeper Media e Meedan.

Dessa forma, usuários que receberem mensagens duvidosas podem enviá-las para o número +91-9643-000-888 para receber a confirmação se são verdadeiras ou não. Além de verificar, a intenção é de construir um banco de dados para entender os padrões desse tipo de conteúdo.

Essa não é a primeira vez que o WhatsApp é mencionado em casos de desinformação e notícias falsas. Nas eleições presidenciais do Brasil de 2018, a plataforma de mensagens protagonizou diversas polêmicas envolvendo a propagação de fake news e políticos. No entanto, o WhatsApp não implementou nenhuma medida nesse sentido no país.

O WhatsApp na Índia

Talvez pelo número de usuários no país, a Índia é um grande cenário de testes para o WhatsApp. No início do ano passado, a rede social começou a testar por lá o pagamento entre pessoas através do aplicativo.