Walmart prepara Laboratório de Inteligência do Varejo em loja nos EUA

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

12 de novembro de 2018 às 12:01 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Percorrendo os corredores da pequena loja do Walmart em Levittown, Nova York, é possível notar algumas pistas de um importante experimento tecnológico que a gigante varejista está conduzindo. Há alguns dias, a companhia anunciou que planeja lançar o Intelligence Retail Lab, ou Laboratório de Inteligência do Varejo, dentro de sua loja na cidade americana. A ideia é testar experiências de clientes e de associados para, futuramente, oferecer serviços como compras sem caixas e outras facilidades. O projeto, batizado de “Kepler”, é liderado por uma equipe interna com o mesmo nome.

Em uma recente visita à loja, um repórter da The Information notou que um grande número de dispositivos – cerca de 100 em cada oito corredores – estão posicionados no local.  Além disso, placas dizendo “Atualizações em andamento. Mudanças emocionantes no caminho” estão no chão da loja. Na seção de farmácias, diversas câmeras pequenas foram instaladas nas prateleiras.

Segundo fontes da companhia, elas serão usadas para testar a precisão de sistemas que identificam automaticamente os produtos que os clientes retiram das prateleiras. Porém, as câmeras também podem ter usos mais amplos e de curto prazo, auxiliando a organizar e controlar o estoque, identificar vazamentos, entender quando carrinhos de supermercado estiverem em falta na entrada e identificar quando os itens estão na prateleira errada. 

O projeto Kepler faz parte da Store No.8, incubadora de tecnologia criada pelo Walmart para desenvolver conceitos inovadores para o varejo. A equipe é dirigida por Mike Hanrahan, ex-diretor de tecnologia e co-fundador da Jet.com., adquirida em 2016 pela varejista. Ainda não está claro o quão perto o Walmart está de estrear a tecnologia da equipe Kepler. Por enquanto, os visitantes da loja de Levittown não experimentam nenhum processo de checkout automatizado, como na Amazon Go – que detecta o que o cliente pegou e realiza o pagamento automaticamente.

Para se aproximar disso, o Walmart anunciou recentemente a “Sam’s Club Now”, uma loja inteligente de sua franquia de supermercados para membros afiliados. Inaugurado em Dallas, o espaço conta com câmeras para contabilizar estoques, etiquetas eletrônicas em prateleiras, realidade aumentada e um aplicativo para localizar os produtos de acordo com a lista de compras realizada. Porém, os clientes ainda não podem fazer as compras automaticamente – é preciso usar um aplicativo para escanear produtos e pagá-los pelo celular.