Walmart adquire startup de roupas plus size para concorrer com a Amazon

Avatar

Por Isabella Câmara

3 de outubro de 2018 às 15:54 - Atualizado há 2 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

O Walmart afirmou, na última terça-feira (02), que irá adquirir a Eloquii, uma startup de roupas plus size. Segundo a Reuters, o acordo é uma aposta da gigante para atrair consumidores mais jovens à sua loja e se diferenciar de sua concorrente, a Amazon. O Walmart não deu detalhes sobre o valor da aquisição, que deve ser concluída ainda neste trimestre.

Além da startup, o varejista já adquiriu outras marcas digitais para complementar sua linha de produtos online, como a Modloth e a Bonobos. Porém, com a Eloquii o foco é um pouco diferente. Com a aquisição, a varejista espera crescer sua receita três vezes mais e entrar, de vez, em um mercado de US$ 21 bilhões. A expectativa da empresa é grande porque, segundo o Walmart, moda plus size é um dos segmentos de maior crescimento em vestuário feminino no país. 

“Estamos focados no desenvolvimento de um portfólio de marcas diretas para o consumidor com uma variedade única que você não encontra em nenhum outro lugar”, disse Dunn à respeito da aquisição da Eloquii.

Com a compra, além de se diferenciar da concorrência, o Walmart pretende preencher a demanda de mais da metade das mulheres americanas e oferecer roupas com mais estilo. “Esses clientes têm sido historicamente mal atendidos, com roupas sem estilo, com caimento ruim ou ambos” e a missão do Walmart é reverter esse cenário.

Mesmo após o fechamento do acordo, a presidente-executiva da Eloquii, Mariah Chase, a equipe de gerência da startup e cerca de 100 outros funcionários permanecerão na empresa. O plano é que essas pessoas se unam à equipe de e-commerce do Walmart nos Estados Unidos e sejam comandados por Andy Dunn, que é vice-presidente sênior da varejista no mundo online.