Vendas de smartwatches nos EUA atingiram US$5 bilhões em 2018

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

14 de fevereiro de 2019 às 10:13 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

As vendas de smartwatches nos Estados Unidos registraram um salto em 2018. De acordo com um estudo realizado pela NPD, empresa norte-americana de pesquisas de mercado, as vendas em dólares dos relógios aumentaram 51% em relação ao ano anterior, totalizando US$5 bilhões. Já as vendas de unidades tiveram um aumento de 61%. 

Segundo a pesquisa, 16% dos adultos dos Estados Unidos já possuem um smartwatch. Em dezembro de 2017, eram 12%. Os mais jovens, com idade entre 18 e 34 anos, são os que mais compraram e impulsionaram esse crescimento. Porém, com dispositivos cada vez mais voltados para saúdecomo o Apple Watch, a tendência é de que os clientes mais velhos também cresçam entre os consumidores.

Líderes do mercado

Três empresas lideram as vendas dos relógios: Apple, Samsung e Fitbit. Juntas, as companhias representaram 88% do total vendido em 2018. Apesar disso, outras empresas já identificaram o crescimento dos dispositivos, apostando em modelos próprios, como Fossil, Garmin e Montblanc.

“Nos últimos 18 meses, as vendas de smartwatches ganharam um forte impulso, provando que os pessimistas, que não achavam que a categoria conseguiria aceitação geral, haviam julgado cedo demais”, disse Weston Henderek, diretor de análise da NPD Connected Intelligence.