Vendas de smartwatches nos EUA atingiram US$5 bilhões em 2018

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

14 de fevereiro de 2019 às 10:13 - Atualizado há 2 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 22 a 25/Fev - 2021, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

As vendas de smartwatches nos Estados Unidos registraram um salto em 2018. De acordo com um estudo realizado pela NPD, empresa norte-americana de pesquisas de mercado, as vendas em dólares dos relógios aumentaram 51% em relação ao ano anterior, totalizando US$5 bilhões. Já as vendas de unidades tiveram um aumento de 61%. 

Segundo a pesquisa, 16% dos adultos dos Estados Unidos já possuem um smartwatch. Em dezembro de 2017, eram 12%. Os mais jovens, com idade entre 18 e 34 anos, são os que mais compraram e impulsionaram esse crescimento. Porém, com dispositivos cada vez mais voltados para saúdecomo o Apple Watch, a tendência é de que os clientes mais velhos também cresçam entre os consumidores.

Líderes do mercado

Três empresas lideram as vendas dos relógios: Apple, Samsung e Fitbit. Juntas, as companhias representaram 88% do total vendido em 2018. Apesar disso, outras empresas já identificaram o crescimento dos dispositivos, apostando em modelos próprios, como Fossil, Garmin e Montblanc.

“Nos últimos 18 meses, as vendas de smartwatches ganharam um forte impulso, provando que os pessimistas, que não achavam que a categoria conseguiria aceitação geral, haviam julgado cedo demais”, disse Weston Henderek, diretor de análise da NPD Connected Intelligence.