USP cria plataforma para compartilhar equipamentos na comunidade científica

USP Multi visa diminuir período ocioso de equipamentos caros e reduzir gastos em tempos de cortes de verbas de pesquisa

João Ortega

Por João Ortega

11 de novembro de 2019 às 16:17 - Atualizado há 3 meses

A Universidade de São Paulo (USP) criou no fim de 2018 uma plataforma digital para compartilhamento de equipamento científico. Hoje, institutos de pesquisa da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e da Estadual Paulista (Unesp) já estão anunciando e “alugando” equipamentos na USP Multi – Central USP de Equipamentos Multiusuários. As informações são do Estadão.

Inspirada na economia digital compartilhada, a plataforma tem objetivo de diminuir o tempo ocioso de equipamentos caros e, principalmente, ser uma nova fonte de receita. Com os recentes cortes de verbas públicas destinadas à pesquisa, é crescente a necessidade de reduzir custos e gerar receita em instituições públicas. Segundo a reportagem, equipamentos usados regularmente estão, em geral, em melhores condições do que aqueles que ficam “parados”.

Edtech 2020: Saiba Como Levar as Novas Tendências em Tecnologia para Educação para Dentro da Sala de Aula 

Além de promover o compartilhamento de equipamentos, a USP Multi também tem uma aba de serviços. Embora ainda existam poucas opções, a ideia é que neste local especialistas possam oferecer suas habilidades para outros institutos. Assim, como é comum em aplicativos de economia compartilhada (como o Uber), a contratação destes serviços é feita de forma informal e, portanto, mais barata e menos burocrática. No setor público, esta praticidade é um importante diferencial.

No entanto, a plataforma segue normas definidas em dezembro do ano passado na USP. O compartilhamento de equipamento científico não pode ter fins lucrativos – o valor cobrado deve ser proporcional ao custo de manutenção dos instrumentos – e a taxa deve ser mais barata para entidades públicas do que às privadas.

Responsáveis pelo projeto acreditam que ele vai promover um maior diálogo e integração entre diferentes institutos de pesquisa. Neste sentido, além de diminuir custos, a USP Multi visa criar uma integração entre a comunidade científica. Ademais, as universidades preveem que a maior disponibilidade de equipamentos pode aproximá-las do setor empresarial, já que será possível realizar estudos multidisciplinares em um único laboratório.