Além de bicicletas, Uber testa integração de scooters elétricas em seu app

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

17 de outubro de 2019 às 07:44 - Atualizado há 11 meses

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Quem abrir o aplicativo da Uber em Paris poderá escolher entre três modalidades de transportes: corridas por aplicativo, viagens em bicicletas elétricas ou scooters elétricas. A empresa anunciou uma parceria com a startup francesa Cityscoot e deverá realizar a integração nos próximos dias.

A Cityscoot oferece o compartilhamento de scooters elétricas através de aplicativo. Como nos casos de patinetes e bicicletas, é necessário baixar o aplicativo, localizar o veículo mais próximo, destravá-lo e começar a viagem. A diferença é que tudo isso será feito – inclusive a cobrança – no aplicativo da Uber.

De acordo com a Uber, 4 mil scooters elétricas estarão disponíveis na cidade. Os usuários pagarão 29 centavos de euro por minuto utilizado. Essa é a primeira vez que a Uber oferece essa modalidade de transporte no mundo.

A empresa possui o desejo de se tornar um aplicativo multimodal – e não é apenas na França. Em maio, a companhia começou a vender passagens para o transporte público em Denver, nos Estados Unidos. Já a partir de abril, a Uber passou a mostrar rotas de metrô, ônibus e trens no aplicativo, em Londres. A novidade chegou também no Brasil recentemente, chamada de “Uber Transit”, e começará a funcionar em São Paulo.