Uber quer tornar o seu serviço de táxi aéreo mais barato do que manter um carro

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

11 de junho de 2019 às 16:06 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Durante uma conferência realizada nesta terça-feira (11), a Uber anunciou algumas novidades da Uber Elevate, divisão aérea da empresa que está desenvolvendo o serviço de transporte Uber Air. Para tornar o projeto realidade em 2023, a empresa apresentou mais uma empresa parceira: a Jaunt Air Mobility.

“A Jaunt Air Mobility montou uma equipe altamente talentosa de engenheiros experientes com um longo histórico de projetos e certificação de veículos eVTOL (sigla em inglês para veículo elétrico de decolagem e pouso vertical)”, disse Mark Moore, diretor de engenharia da Uber Elevate. Segundo o executivo, o diretor de tecnologia da Jaunt, Martin Peryea, liderou programas de desenvolvimento de helicópteros e poderá trazer insights valiosos para a Uber.

A companhia também tem outros cinco parceiros para o serviço de táxi aéreo: Aurora Flight Sciences, Bell Helicopter, EmbraerX, Karem Aircraft e Pipistrel Vertical Solutions. Em janeiro deste ano, a Uber apresentou um novo projeto de carro voador com a Bell Helicopter, a primeira fabricante a exibir publicamente um modelo para produção em grande escala.

No evento, a companhia ainda apresentou o projeto para a cabine do veículo do Uber Air, desenvolvido em parceria com a empresa de design Safran Cabin. O espaço foi projetado para comportar até quatro pessoas, além de bagagens. O interior poderá ser modificado para se adequar às especificações dos veículos produzidos por todas as empresas parceiras.

Além da parceria com a Jaunt Air Mobility, a Uber anunciou que trabalhará junto com a operadora de rede móvel AT&T. O objetivo é manter a conectividade sempre ativa para os serviços de transporte aéreo. Segundo a Uber, as empresas estão desenvolvendo a rede que será usada para o Uber Copter — serviço de corridas de helicópteros que será lançado em julho em Nova York — e futuramente para o Uber Air.

Mais barato do que manter um carro

Durante a conferência, Eric Allison, líder da Elevate, afirmou que a empresa espera que o serviço Uber Air seja mais barato do que dirigir um carro. “Nossa visão é que, diariamente, será mais racional economicamente para você voar do que dirigir (um carro)”, disse.

A princípio, o Uber Air será mais em conta que o serviço de helicóptero. Futuramente, a companhia prevê que ele se torne comparável ao custo do Uber X e Uber Pool. Já em cinco anos, a opção poderá ser mais econômica do que comprar e manter o seu próprio veículo.