Transformação digital: a educação do futuro é personalizada

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

22 de fevereiro de 2019 às 09:58 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Faz muito tempo que a transformação digital na educação deixou de ser apenas ter um computador em sala de aula ou uma lousa digital com acesso à Internet. Em uma época em que alunos podem ter acesso a enciclopédias apenas com os celulares nas palmas das mãos, as necessidades passam a ser outras.

Para Sandro Bonás, presidente do grupo Conexia Educação, o futuro é a personalização. “A educação deve ser personalizada e com feedback constante. Devemos conseguir entender o que cada aluno precisa e entregar isso”, comentou. Bonás esteve na EdTech Conference 2019 da StartSe que aconteceu nesta quinta-feira (21).

Uma forma que a Conexia Educação está realizando esse trabalho é disponibilizando um aplicativo para auxiliar os alunos a estudarem para o ENEM. Dessa forma, o grupo de educação é capaz de avaliar quais os pontos fortes e fracos dos alunos e em quais matérias eles estão mais interessados.

“Agora é a nossa oportunidade de colocar o jovem em trilhas individuais, de sair da sala de aula. Não é hora de gravar os professores para reduzir as aulas e o custo, isso não ajudará ninguém a melhorar”, afirmou.

Mais integração

Outra iniciativa que Bonás apoia é que deve existir uma maior integração no ensino, principalmente se existem diferentes plataformas de aprendizado para cada matéria. “Eu quero saber se ele vai bem em matemática. Tem que existir um dashboard único para o professor ver as habilidades e competências, qual plataforma deu mais resultado”, finaliza.