Toyota revela nova versão de carro movido à hidrogênio para competir com a Tesla

Como a Tesla, que revelou os carros elétricos pelo mundo, a Toyota possui planos ambiciosos para o Mirai

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

11 de outubro de 2019 às 11:45 - Atualizado há 5 meses

A Toyota revelou alguns detalhes do Mirai, seu carro movido a células de hidrogênio. A nova versão será apresentada no “Future Expo” que acontecerá a partir do dia 24 de outubro, em Tóquio. O novo veículo possui 30% maior autonomia em viagens, graças a uma maior capacidade de estocar o hidrogênio.

Os veículos à hidrogênio podem ser movidos a partir da combustão ou conversão da célula. A queima do hidrogênio impulsiona o veículo da mesma forma como faria os combustíveis comuns. No entanto, o que sai do escapamento é apenas água.

Outra diferença frente aos veículos elétricos é que o Mirai não precisa ser recarregado – ele é reabastecido em postos com hidrogênio. A adoção destes veículos tem sido mais lenta do que os elétricos ou híbridos, mas a Toyota já vendeu 10 mil Mirai ao redor do mundo. A expectativa é que a segunda versão seja lançada no fim de 2020 no Japão, América do Norte e Europa.

Veja o interior do veículo

“Nós trabalhamos para fazer um carro que os clientes irão querer dirigir o tempo todo”, conta Yoshikazu Tanaka, chefe de engenharia do Mirai. “Nós continuaremos desenvolvendo nosso trabalho com foco nesse sentimento, e esperamos que com o novo Mirai seremos os líderes no descobrimento de uma sociedade movida à energia de hidrogênio”.

Assim como a Tesla ajudou a pavimentar a trajetória dos carros elétricos pelo mundo, esse é o desejo da Toyota com os carros à hidrogênio. O design inovador também concorre com o da empresa de Elon Musk, mas o Mirai ainda não possui tantas características de direção autônoma como o concorrente. O veículo é capaz de frear automaticamente ao reconhecer pedestres e se manter na faixa em que está. Mais detalhes serão divulgados mais próximo ao lançamento.