Tesla vira a montadora mais valiosa dos EUA — quase maior que Ford e GM juntas

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

8 de janeiro de 2020 às 18:07 - Atualizado há 10 meses

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

O ano de 2020 começou bem para a Tesla. A montadora americana de carros elétricos vê suas ações subirem desde segunda-feira (6). No fim de dezembro, o valor de mercado da companhia chegou a ultrapassar o da Ford e General Motors — juntas.

Edtech 2020: saiba como as novas tecnologias estão transformando a gestão do ensino e os modelos de educação

Na tarde desta quarta-feira (8), os valores seguem de US$ 86 bilhões para a Tesla, US$ 38 bilhões para a Ford e US$ 51 bilhões para a GM. O valor das ações, é claro, mudam a todo momento.

No último trimestre de 2019, a Tesla bateu seu recorde de entregas de veículos. A companhia produziu mais de 367,5 mil carros. Em 2018, este número foi de 182,4 mil. A expectativa é que a produção aumente cada vez mais, após a inauguração de sua maior fábrica do mundo, localizada na China. O empreendimento possui capacidade de fabricar até mil veículos por semana.

Ainda no fim de 2019, a companhia divulgou o Cybertruck – seu primeiro SUV elétrico. O veículo, descrito pela empresa como “à prova de balas”, ganhou as manchetes após um teste malsucedido no vidro traseiro. O objeto foi golpeado com uma bola de metal, que rachou o vidro. Elon Musk, CEO da companhia, explicou o caso posteriormente.