Startup promete tornar o cuidado da saúde mental mais acessível e prático

Avatar

Por Isabela Borrelli

23 de fevereiro de 2018 às 15:08 - Atualizado há 3 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Criada como uma forma de tornar o cuidado da saúde mental mais acessível e prática, a Zenklub, que estará presente na segunda edição da HealthTech Conference, é uma startup que conecta pacientes e terapeutas, psicólogos, psiquiatras, etc..

A partir da plataforma online, é possível não só ver avaliação dos profissionais cadastrados, como também qual a especialidade de cada um, por exemplo, ansiedade, distúrbios do sono, entre outras.

A ideia para a startup veio depois que Rui Brandão, CEO e médico de formação, começou a se incomodar com dois fatos. “O primeiro deles é que hoje as pessoas chegam doentes ao médico e isso não é cuidar da saúde, é curar uma doença. Como médico, isso me pôs em um dilema muito difícil. Já a segunda, é que não existe um sistema de saúde emocional, as pessoas não sabem para onde se dirigir”, afirmou.

Junto com esses dilemas, Brandão também percebeu que era comum existir um estigma em ir atrás de uma ajuda emocional, o que fazia com que as pessoas relutassem em admitir a necessidade. Ao mesmo tempo, mesmo que elas admitissem, a maioria recorre a amigos, familiares e terceiros que tenham alguma indicação. Mas na maioria das vezes elas não tem onde procurar esse especialista e qual especialidade realmente é necessária.

É onde entra a Zenklub! “Um fato interessante é que a maior parte do nosso público são pessoas que nunca foram a um consultório com foco em saúde mental”, revela o CEO e ex-médico. Esse fato vai direto de acordo com o que Brandão acredita que é uma tendência cada vez mais urgente: a desinstitucionalização da medicina.

De fato, cada vez mais o termo “paciente” se torna obsoleto, uma vez que as pessoas estão questionando os médicos, exigindo transparência e uma nova atitude. Essa é uma das grandes tendências da medicina para este ano e os próximos anos!

Quer saber sobre mais tendências da saúde e da medicina?

Acesse nosso eBook gratuito Como a Tecnologia está Revolucionando a Saúde e a Medicina!