Xiaomi vai igualar o Facebook como a startup mais valiosa da história

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

15 de janeiro de 2018 às 16:22 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Xiaomi é uma das maiores fabricantes de smartphones e produtos eletrônicos do mundo, e atualmente é a segunda maior startup do planeta. Contudo, a empresa poderá passar o Uber como posto de startup mais valiosa do mundo e igualar o Facebook como a startup de maior valor de mercado na história.

Agora, o IPO da empresa chinesa pode ser a maior desde a do Alibaba, de US$ 25 bilhões. Isso porque a empresa pode alcançar um valuation de US$ 100 bilhões na primeira oferta pública – o mesmo tanto quanto o Facebook deixou de ser considerado uma startup.

Os bancos internacionais Morgan Stanley e Goldman Sachs foram os escolhidos para planejar o IPO, segundo fontes próximas ao assunto. Os bancos Credit Suisse e Deutsche Bank também foram escolhidos para a oferta.

A fonte ainda afirma que a empresa não decidiu o local e data da primeira oferta inicial. Com a notícia, as ações dos rivais da Xiaomi em Hong Kong caíram. As ações da Lenovo caíram 1,8%, enquanto a ZTE Corp caiu 2,4%.

O co-fundador da Xiaomi, Lei Jun, está buscando entrar em mercados desenvolvidos para smartphones, enquanto consolida, ao mesmo tempo, a posição da empresa em mercados emergentes como Índia e Rússia. No ano passado, a empresa chegou na Espanha.

[php snippet=5]

Os destaques da empresa são os smartphones, mas a Xiaomi ainda apoiou diversas startups, produzindo desde dispositivos wearables até panelas de arroz. No mês passado, a empresa afirmou que as vendas totais dobraram para 20 bilhões dede yuan em 2017.

“O mercado chinês de smartphones parece estável para a Xiaomi, mas expandir as vendas para parceiros do ecossistema poderia aumentar o valuation da Xiaomi”, disse James Yan, analista na Counterpoint Research. Em software, “Xiaomi aproveita uma grande vantagem, pois os outros vendedores chineses não possuem softwares bem estabelecidos”.

O mercado chinês é o maior do mundo na questão de população, sendo um dos polos econômico mais inovadores do planeta. No país, estão localizadas a maior quantidade de unicórnios (com exceção dos Estados Unidos), startups com o valuation superior a US$ 1 bilhão. Para participar de uma semana de imersão e conhecer as empresas mais inovadoras do país, conheça a Missão China.

(Via Bloomberg)