Apple vende 3.000 iPhones por minuto e bate recorde; mas a notícia não é tão boa

Avatar

Por Júlia Miozzo

28 de setembro de 2015 às 14:13 - Atualizado há 5 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

SÃO PAULO – O primeiro final de semana de vendas da Apple bateu o novo recorde de 13 milhões de unidades vendidas, superando inclusive as 10 milhões de unidades do mesmo período em 2014 que o iPhone 6 foi capaz de fazer. Isso equivale a mais de 3.000 iPhones por minuto.

“As vendas do iPhone 6S e iPhone 6S Plus têm sido fenomenais, superando qualquer outro resultado no primeiro final de semana de vendas da história da Apple”, disse o CEO da empresa, Tim Cook, em comunicado. Mas nem tudo é boa notícia: o iPhone 6S já está vendendo na China – o maior mercado de iPhones do mundo -, enquanto o iPhone 6 demorou duas semanas para ser lançado lá. Ou seja: a demanda relativa do novo aparelho é menor d

O CEO ainda reforçou que o feedback de quem comprou os novos smartphones elogia as funções 3D Touch e o Live Photos, todas disponíveis somente nos novos dispositivos. Além dessas, os dispositivos contam um com processador mais rápido e eficiente e câmeras com melhor resolução – e também acabaram com o problema dos iPhones 6 entortando.

Por enquanto, as vendas só estão acontecendo nos Estados Unidos, Austrália, Canadá, China, França, Alemanha, Hong Kong, Japão, Nova Zelândia, Porto Rico, Singapura e Reino Unido. Os novos iPhones começarão a ser vendidos em outros 40 países a partir do dia 9 de outubro.