Valor de criptomoedas já caiu quase 50% em setembro; China fechará exchanges

Da Redação

Por Da Redação

15 de setembro de 2017 às 12:05 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

O valor de TODAS as moedas digitais já caiu quase 50% só em setembro, indo de US$ 178 bilhões para US$ 98 bilhões. Isso é um reflexo da incerteza do mercado em relação a situação regulatória na China, com a proibição da operação das exchanges de criptomoedas no país.

Elas possuem até hoje, dia 15 de setembro, para fechar suas atividades. O forte governo da China aparentemente não quer tolerar o uso de moedas digitais “privadas” no país, por temores de que elas resultem em evasão de divisas e não pagamento de impostos.

Contudo, o gigante asiático é o único grande país mundial a autorizar que seu Banco Central teste a tecnologia para a criação de uma moeda digital própria, parecida com o Bitcoin. Se com uma mão o governo proíbe as exchanges, com outra ele mostra admiração pelo blockchain.

É válido notar que o que está sendo proibido por lá não é o próprio Bitcoin, mas as exchanges. Inclusive, em 2013, algo parecido já tinha acontecido na própria China, com o Banco Central chinês proibindo, em dezembro, que empresas financeiras tivessem relação com a moeda. Isso fez com que o Bitcoin recuasse de US$ 1.100 para US$ 500 em 10 dias – movimento parecido com o que temos hoje.

Algum tempo depois, a China legalizou e regulou os mercados de balcão, permitindo a troca de moedas por lá. Válido lembrar que desde a 1ª proibição chinesa, a moeda já chegou a subir mais de 900%, batendo os US$ 5.000. Agora, na segunda, é muito possível que o governo chinês resolva apenas regulamentar o uso da moeda.

E vários especialistas avisam que esta forte queda das moedas neste mês poder uma oportunidade para realizar compra de moedas, que teriam a chance de retomar sua trajetória de alta quando as incertezas se dissiparem.

O mercado de criptomoedas ainda é muito pequeno frente todos os ativos financeiros que existem no mundo – Bill Gates ainda pode comprar todas as bitcoins do planeta se quiser. Com a adoção em larga escala, essas moedas precisam valer ainda mais, abrindo caminho para novas valorizações.

Vamos falar do mercado de criptomoedas no Bitcoin Conference, o maior evento sobre o assunto, realizado pelo StartSe. Lá estarão grandes especialistas em Bitcoins e outras moedas, que vão mostrar as tendências para a moeda e até onde eles acreditam que ela pode ir.