Uber começa a aceitar pagamentos em dinheiro, mas novidade divide opiniões entre motoristas

Avatar

Por Lucas Bicudo

29 de julho de 2016 às 16:42 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Que o Uber é uma maravilha, todo mundo concorda. Talvez só os taxistas e aqueles que não possuem um cartão de crédito não compactuem com essa ideia. Para o primeiro é mais difícil de vender o peixe, mas para o segundo, bem… A companhia acaba tirar um ás na manga!

A partir desta sexta-feira (29), quem utilizar o serviço em São Paulo terá a opção de pagar a corrida em dinheiro vivo. Com a novidade, a empresa espera atingir aquele pessoal que ainda não deixou de usar o táxi por não possuir um cartão.

Pode parecer uma grande sacada, mas alguns motoristas não ficaram muito entusiasmados com essa possibilidade. O medo de assaltos e o aumento de calotes são temas recorrentes nas publicações de condutores frustrados.

Questionada, a empresa informou que qualquer passageiro está sujeito a avaliação por parte do motorista e, sobre assaltos, o risco é praticamente o mesmo de qualquer cidadão.

A mudança ocorre poucos dias após o início do serviço EasyGo, da empresa Easy Taxi, que será mais um concorrente direto do Uber. Diante disso, também há motoristas que defendem o pagamento em dinheiro, como é o caso de Vinícius Elia, que está na plataforma há mais de um ano.

“Acho que o Uber agora está inovando ao colocar a opção de pagamento em dinheiro, porque ele vem perdendo espaço para algumas promoções de aplicativos de táxi, como por exemplo a Easy Taxi, com o Easy Go, que recebe pagamentos em cartão e dinheiro. O Uber está correndo atrás agora para realmente se firmar no mercado como um serviço que é a primeira escolha da população. Agora precisa ver se vai dar certo”, comenta.

A ideia de aceitar o pagamento em dinheiro começou em Fortaleza, Recife e Salvador, onde a empresa identificou que 60% das pessoas que começavam o cadastro no aplicativo desistiam na hora de informar os dados do cartão de crédito.

Caso o motorista não tenha troco, o passageiro poderá optar por receber a diferença em créditos para usar na próxima viagem ou na fatura do cartão de crédito, se tiver cadastrado no aplicativo.

Mensagem do Editor
Ei, tudo bom?
Gostaria de agradecer pela visita! Meu nome é Felipe Moreno, sou editor-chefe do StartSe e, como muito de vocês, dono de uma (minúscula) startup de mídia.
E vou te fazer um pequeno convite: vamos bater um papo! É só se cadastrar aqui embaixo e eu vou te enviar alguns e-mails para você com o melhor do nosso conteúdo para te ajudar, seja você um empreendedor, funcionário, investidor ou apenas interessado neste maravilhoso mundo!
É um caminho de comunicação direto que nenhum outro portal oferece para seus leitores. E a intenção é construir uma comunidade vibrante que esteja preparada para todos os enormes desafios que virão. Vamos construir conhecimento e conteúdo juntos! Conto muito com a presença de vocês neste papo!
[php snippet=5]
E não é só isso! Você tem alguma sugestão de pauta? Quer conversar sobre sua startup? Assessora alguma empresa? Tem alguma dica que pode ajudar outros leitores? Quer ter a SUA matéria publicada no site?
O StartSe quer ouvir de VOCÊ, nosso leitor, o que precisamos fazer para melhorar cada vez mais o site! Deixamos o form abaixo para você, mas se quiser, basta mandar um e-mail para redacao@startse.com.br!
 [contact_bank form_id=3]
[php snippet=9]
E por último, não esqueçam de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook! Lá poderemos debater tecnologia, inovação, startups, empreendedorismo e criar um ambiente saudável de troca de opiniões e networking!