As duas maiores empresas de tecnologia da China vão entrar em briga de foice

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

19 de dezembro de 2017 às 16:03 - Atualizado há 3 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

As duas maiores empresas de tecnologia da China estão prestes a entrar em uma briga de foice. A Tencent é uma gigante de tecnologia da Ásia – dona do WeChat – e tornou-se, recentemente, a primeira do continente com o valuation de US$ 500 bilhões. Ela fez um movimento para concorrer com o Alibaba, o maior e-commerce da China – comumente chamado de “Amazon chinês”.

Agora, a empresa comprou participação no e-commerce Vipshop por US$ 604 milhões. A aquisição foi feita em conjunto com a JD.com, que investirá US$ 259 milhões na Vipshop. A Tencent terá 7% em ações no e-commerce, enquanto a JD.cm terá 5,5% de participação. Cada empresa terá a oportunidade de apontar um membro para o conselho da Vipshop e podem aumentar suas participações em breve.

“Estamos ansiosos para oferecer à Vipshop o nosso público, soluções em marketing e suporte de pagamento para ajudar a empresa a oferecer roupas de marca e outros produtos para a classe média da China”, afirmou Martin Lau, presidente do Tencent, em um comunicado.

A Vipshop é uma varejista que oferece marcas com desconto, em especial as de vestuário. Com o investimento, a Vipshop terá ajuda da Tencent no WeChat, o superaplicativo da China. O e-commerce terá uma posição de destaque na página inicial do JD.com.

Mas, apesar de realizar aquisições para concorrer diretamente com o Alibaba, a Tencent não possui apenas esse objetivo. Em 2017, a Tencent investiu em empresas como Tesla, Snap e Spotify. Mas as grandes empresas não são o único foco da gigante da Ásia, que também investiu em carros voadores, drones e mineração de asteroides.

Os investimentos em outras empresas são uma forma das já estabelecidas – como a Tencent – inovar além da cultura corporativa tradicional. Outra forma é a partir do Fast Innovation, um programa para grandes empresas inovarem, onde buscam por insights e saem do comum. Confira!

(Via Techcrunch)

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão da StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha em patrocinar os eventos da Startse, entre em contato no patrocinio@startse.com.

[php snippet=5]