Aramco, maior empresa do mundo, morre de medo do Uber, mas não da Tesla

Avatar

Por Elena Costa

12 de dezembro de 2017 às 09:21 - Atualizado há 3 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 16 a 19/Nov, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

A maior empresa do mundo, a petrolífera Saudi Aramco (valor estimado: US$ 2 trilhões) se preocupa com intenso crescimento dos aplicativos de carona compartilhada como o Uber. O motivo dessa apreensão, segundo o VP de planejamento corporativo Yasser Mufti, é que o compartilhamento de corridas poderá levar a uma redução no númeroo de carros particulares a ponto de ameaçar a companhia. Curiosamente, eles não estão preocupados com a Tesla.

Com esse fator em jogo, o consumo de petróleo a empresa está buscando em toda a cadeia de valor da mobilidade onde investir e posicionar-se em relação as mudanças do mercado de transporte. Mufti completa afirmando que esta busca pode incluir vender combustível em massa para operadores de frotas de automóveis, bem como diretamente para os consumidores no futuro.

Já o CEO da companhia, Amir Nasser, se diz otimista com demanda de combustível no futuro afirmando que “as classes médias vão aumentar e exigirão mais do estilo de vida moderno. Os requisitos de energia também aumentarão”. Ele ainda ressalta confiante que “ainda pelo menos duas décadas de crescimento no petróleo em todo o setor de transporte “.

Uma das ações da Aramco em relação a sua preocupação foi a aquisição de 5% do Uber. A Arábia Saudita é extremamente dependente da economia do petróleo e precisa urgentemente diversificar sua matriz econômica – seguindo um plano apresentado pelo príncipe. A possibilidade do petróleo ser cada vez menos importante faz com que os sauditas estejam dispostos até a abrir o capital da Aramco – algo impensado dez anos atrás.

A forma como fazemos negócios está mudando. Mas o que vimos até aqui foi só a ponta do iceberg. Você está preparado para a Nova Economia? Reunimos as mentes mais brilhantes do Brasil para debater os pontos fundamentais que vão impactar seus negócios e sua carreira em 2018: A Revolução da Nova Economia

(Via Business Insider)

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha interesse em patrocinar eventos da StartSe, envie um e-mail para patrocinio@startse.com.br

[php snippet=5]