Saint-Gobain anuncia vencedores de hackathon de IoT em construção

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

19 de dezembro de 2017 às 10:53 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

A Saint-Gobain é uma empresa francesa que projeta e fabrica materiais de construção. Conhecida como uma das 100 empresas mais inovadoras do mundo, a Saint-Gobain realizou o hackathon Ultra Challenge Saint-Gobain 2017. Com duração de dois meses, o concurso foi totalmente digital. Os participantes foram desafiados a desenvolverem soluções com IoT (Internet das Coisas) em construção civil.

Entre os participantes, figuraram desde estudantes a profissionais de tecnologia e inovação, de startups e corporações. O objetivo era usar a IoT para trazer uma mudança positiva para os clientes da Saint-Gobain. A IoT é a inserção de tecnologia para conexão de objetos, tornando-os capazes de gerar e transmitir dados, gerando relatórios assertivos e em tempo real. A análise desses dados pode ser usada em diversos setores, e nesse caso traz mudanças especiais para a construção. A Internet das Coisas é um ativo da Nova Economia, que será discutida em um evento da StartSe.

No hackathon, a equipe vencedora foi a Changement, que ganhou a oportunidade de apresentar a solução ao CEO mundial da empresa, Pierre-André de Chalendar. A solução desenvolvida pelos vencedores é de uma plataforma de business intelligence de hidrantes inteligentes. No caso, os dados dos hidrantes são cruzados com parceiros governamentais, trazendo um big data das informações de obras. A ideia, que receberá investimento em 2018, promete aumentar a venda de materiais de construção para grandes obras na cidade.

No segundo lugar ficou a Baze, equipe que desenvolveu uma logística melhor para os fornecedores do grupo e um sistema para evitar desperdícios. Como prêmio, a equipe receberá um incentivo para aprimorar o projeto no próximo ano.

Em terceiro lugar figurou a Strange of Things, equipe que desenvolveu um projeto de conectividade e venda de produtos para o consumidor final com base em inteligência artificial. Os desenvolvedores ganharam um curso da Faculdade de Tecnologia FIAP, que foi apoiadora do hackathon.

As tecnologias citadas são apenas algumas das que possuem potencial para influenciar positivamente o setor de construção e imobiliário. Confira outras soluções na maior conferência sobre tecnologia na construção e no mercado imobiliário.

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão da StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha em patrocinar os eventos da Startse, entre em contato no patrocinio@startse.com.

[php snippet=5]