Reino Unido vai autorizar carros autônomos em vias públicas até 2021

Avatar

Por Elena Costa

8 de março de 2018 às 11:35 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Reino Unido lançou um plano de revisão de leis que permitirá que os primeiros carros autônomos sem motoristas possam circular pelas vias do país até 2021. Ação anunciada ontem veio após o seu governo confirmar, na apresentação de seu orçamento, o seu desejo de estabelecer uma estrutura mais flexível para testar os veículos autônomos nas estradas do país.

O plano de revisão que foi anunciado pelo ministro da estrada, Jesse Norman, é para justamente alcançar este objetivo, embora o governo esteja claramente com um calendário muito apertado para resolver complicações regulatórias e passar a legislação necessária para a ação.

Diversos desafios tecnológicos para garantir que os carros autônomos possam operar com segurança e eficiência em todas as condições climáticas é justamente uma das porções de desafios desta revisão.Outras grandes barreiras incluem a aceitação do público sobre a tecnologia de carros autônomos, a confiança e questões envolvendo o seguro, levantadas novamente quando se retiram o motorista do veículo.

Mas a revisão da lei, que será levada para o Law Commission of England and Wales e a Scottish Law Commission pretende tratar destas questões específicas. Algumas das questões a serem revistas e respondidas também, segundo o governo, são: quem será a pessoa responsável, conforme apropriado; como alocar responsabilidades civis e criminais quando há algum controle compartilhado em uma interface homem-máquina; o papel dos carros autônomos nas redes de transporte público e também em serviços de transporte sob demanda; se há necessidade de novas infracções penais para lidar com novos tipos de conduta e interferência e qual será o impacto em outros usuários da estrada e como eles podem ser protegidos contra riscos.

Sobre o plano de revisão de lei Norman afirmou que o Reino Unido é um dos líderes nas pesquisas e no desenvolvimento de carros autônomos e que esse trabalho é um marco importante no compromisso do país com a tecnologia. “Com a tecnologia de condução avançando a uma taxa sem precedentes, é importante que nossas leis e regulamentos continuem o ritmo para que o Reino Unido possa continuar sendo um dos líderes mundiais neste campo”, completou.

Já o comissário de direito, Nicholas Paines QS, afirmou que “As estradas britânicas já estão entre as mais seguras do mundo e os veículos autônomos têm potencial para torná-los ainda mais seguros. Desde que nossas leis estejam prontas para elas”. Já a comissária de direito escocês, Caroline Drummond, ressaltou que as leis devem ser revistas para acomodar esta nova tecnologia que apresenta “grande impacto na forma como vivemos e trabalhamos”.

Vale ressaltar que a revisão faz parte do impulso do governo para incentivar as inovações de mobilidade, conforme estabelecido em sua Estratégia Industrial  que é destinado a aumentar a produtividade a longo prazo do Reino Unido e o poder de ganhos dos cidadãos. Carros autônomos e as tecnologias que as movem são apenas a ponta do iceberg quando falamos de inovação. Confira esta e outras grandes tendências para se observar ao longo do ano e quais as apostas dos maiores especialistas do mercado com o nosso e-book 2018: The Observation Deck.

(Via Tech Crunch)

[php snippet=5]