Reino Unido entra na tendência e também proíbe carros à gasolina

Da Redação

Por Da Redação

26 de julho de 2017 às 20:12 - Atualizado há 4 anos

Logo Novo Curso

Transmissão exclusiva: Dia 08 de Março, às 21h

Descubra os elementos secretos que empresas de sucesso estão usando para se libertar do antigo modelo de Gestão Feudal de Negócios.

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Semanas depois da França anunciar que vai proibir os carros movidos à gasolina e diesel até 2040, o Reino Unido entrou na tendência e fez isso também! Agora, a expectativa é que as três maiores economias europeias tenham carros poluentes proibidos até lá, já que a Alemanha também tem planos similares.

Contudo, a oposição britânica queria um banimento até 2025 – argumentando que 40.000 vidas são perdidas todo ano por causa da poluição causada pelos carros atuais. Depois de 2040, a tendência é que os carros sejam movidos apenas por tecnologias limpas, como elétricos ou hidrogênio.

Isso daria 23 anos para as atuais indústrias se adaptarem. Algumas empresas querem isso até antes: a Volvo quer que os seus carros sejam elétricos ou híbridos em, no máximo, dois anos.

O carro elétrico afeta menos a saúde das pessoas mesmo que a energia que o abasteça venha de combustíveis fosseis: afinal, a usina fica no “meio do nada” e não no meio da cidade. A qualidade do ar agradece e esse efeito deverá ser sentido. Isso sem contar as diversas formas limpas de gerar energia para abastecer os carros que podem ser implantadas: solar, eólica, maremotriz, para dizer algumas…

Com essa mudança, respirar nas cidades britânicas vai se tornar mais fácil e menos pessoas vão desenvolver doenças respiratórias. A saúde dos britânicos vai melhorar e eles vão ter mais fôlego, qualidade de vida. Uma cidade mais limpa e mais saudável também permitirá ganhos substanciais de produtividade (lembrando que um trabalhador britânico já produz muito mais que um brasileiro!).

Parece que estamos vivendo o começa da queda de uma das indústrias mais poderosas da história da humanidade: a petrolífera. Acho que até os sauditas já perceberam isso: abriram o capital da Aramco e aumentaram a produção de petróleo, baixando os preços e dinamitando a OPEP no meio do caminho. É hora de tirar o petróleo mais rápido possível da terra e se preparar para um mundo de energia limpa.

Para entender o que as energias limpas estão fazendo, dá uma olhadinha nesta matéria aqui:

Fonte inesgotável fez preços de energia caírem na Califórnia até virarem negativos

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo! E se você tem interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]