Quer assistir a um filme que acabou de sair no cinema no conforto de casa?

Avatar

Por Lucas Bicudo

10 de março de 2016 às 17:47 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Primeiro foi a indústria da música com o Napster. Depois nossas vidas, ao ajudar Mark Zuckerberg com o Facebook. Agora, a nova empreitada de Sean Parker é tornar possível assistir filmes que estão nos cinemas em sua própria televisão simultaneamente.

A Screening Room, companhia fundada por Parker e Prem Akkaraju, está fazendo conversando com estúdios de Hollywood para criar o serviço que permite o streaming de filmes que estão no cinema diretamente no conforto de sua casa, pelo preço de US$ 50 o aluguel avulso (válido por 48 horas) e US$ 150 pelo decodificador.

À medida que as vendas de DVDs continuam a despencar, os estúdios estão abertos para quaisquer ideias que os possam gerar novas receitas. De acordo com o Variety, Universal, Fox e Sony já demonstraram interesse na nova plataforma. A Disney teria recusado. A Screening Room ainda se compromete em dividir 20% da receita total com seus distribuidores.

Mesmo que a startup tenha surgido com uma ideia que intrigue tanto os distribuidores, quanto os consumidores, ainda há alguns percalços no caminho da consolidação desse novo modelo de negócios. Um deles é se seu público estará disposto a gastar US$ 50 para assistir o próximo filme da Marvel ou da Disney na tela de sua casa, enquanto pode gastar relativamente menos e ter a experiência nos cinemas. Contudo, para grandes grupos, isso pode fazer sentido (e sucesso).