Os aplicativos que a Apple está (realmente) tentando matar

Avatar

Por Da Redação

11 de fevereiro de 2016 às 11:51 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Via Appeando

A (nova) Apple vem criando aplicativos muito legais para acabar com alguns de seus “concorrentes”.

A companhia já enterrou diversos com os aplicativos padrão de cada iOS. E todas as versões trazem uma novidade que acabam sendo o ódio de alguma empresa – e acabam por quebrá-las.

Contudo, a empresa fundada por Steve Jobs nem sempre tem sucesso: Spotify e Evernote estão entre as sobreviventes de ataques pesados por parte da companhia.

Leia também:
O erro número 1 do Habib’s (sim, você não leu errado)
Apple pode ter encontrado uma forma de destruir o Google… e está executando
O próximo videogame da Nintendo pode ser… uma nuvem?
Aplicativos do iOS para dar inveja em quem tem Android

Confira alguns que estão na mira da Apple:

Spotify

Beats e Rdio já estão fora da concorrência por serviço de streaming de música e o Tidal é uma piada na indústria. Apenas o Spotify está entre o Apple Music e a dominação do mercado. Contudo, a empresa tem o dobro de clientes que a Apple e ainda é, por uma margem muito grande, o melhor aplicativo de streaming de música. Parece que a Apple não vai bem.


Instapaper

A primeira tentativa da Apple de matar o Instapaper foi com a lista de leitura do Safari. Primeiro não funcionou, já que você continuava precisando estar online para ler. Agora, você pode ler offline (como no Instapaper) mas o aplicativo está resiliente. O último passo foi adicionar uma nova funcionalidade no Mac que imitava o Instapaper, mas parece que o aplicativo tem 7 vidas.


DropBox

Objeto de desejo de Steve Jobs, o Dropbox vem passando por grandes mudanças conforme Google, Apple e Microsoft entram em seu território. O Dropbox já foi o líder de mercado, estuda uma reestruturação gigantesca, mas enfrentar as três maiores companhias de tecnologia de uma só vez não é fácil.


Controladores de password

O Lastpass e o 1Password continuam vivos, mesmo com a adição do iCloud Keychain e do uso de biometria no celular.


Skype

O Skype enfrenta competição com o FaceTime (basicamente um Skype da Apple), mas o aplicativo da Microsoft está na frente: ele tem a habilidade de ligar para aparelhos de outras marcas, tem capacidade de tradução simultânea e já chegou aos 900 milhões de usuários.


WhatsApp

Não conseguimos pensar mais em uma vida sem WhatsApp, mas é justamente isso que a Apple quer. Com o iOS 8, a empresa fez de tudo para adaptar tudo que o aplicativo do Facebook faz para o iMessage: mensagem de voz, mensagens que se destroem e envio de imagens. Até Jan Koum reclamou de plágio. Contudo, como ele próprio é acusado de copiar o BBM, talvez a Apple sinta que tem 100 anos de perdão…


Evernote

O iOS 9 deu um upgrade no aplicativo de notas, o Notes. O Evernote, que já viveu dias melhores, é o provável alvo deste ataque (junto com o OneNote, da Microsoft). A Apple provavelmente quer esse mercado para si.


Flipboard

Quando a Apple anunciou o News no iOS 9 as pessoas pensaram que esse era um ataque ao Flipboard. Contudo, conforme fala o Wall Street Journal, o aplicativo continua crescendo. Contudo, o próprio WSJ também afirmou que a empresa vem perdendo funcionários – e pode ser, na verdade, um aplicativo zumbi no momento.