O poder do Netflix: Brendan Dassey vai ser libertado em 90 dias

Da Redação

Por Da Redação

12 de agosto de 2016 às 19:05 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Brendan Dassey era apenas um adolescente em 2005 quando foi condenado pelo assassinato de uma mulher chamada Teresa Halbach. Na época, a maior parte do público nem imaginava ouvir falar do Netflix, muito menos do documentário “Making a Murderer”, que explodiu ao contar a história dele e de seu tio, Steve Avery, também preso pelo assassinato.

O documentário, que aponta as inúmeras irregularidades e inconstâncias no julgamento que culminou na prisão de Brendan e de Steve, virou um fenômeno global graças ao Netflix. Muitos ficaram indignados com o caso, que ganhou as manchetes e chamou a atenção das

E hoje, uma sexta-feira qualquer, um juiz federal decidiu que Brendan deverá ser libertado em 90 dias (desde que o Estado de Wisconsin não reabra o caso). E o que ele apontou? A mesma coisa que o documentário: Brendan foi interrogado de maneira irregular e suas dificuldades intelectuais o fizeram ser suscetível aos interrogadores, que já tinham o resultado do interrogamento de antemão – e fizeram o garoto admitir um crime que dificilmente ele não cometeu.

Talvez ele nunca tivesse ouvido falar de Brendan sem o Netflix. Esse é o poder da tecnologia: um (possível) inocente será libertado novamente graças ao poder de um serviço de streaming em transformar um documentário em um sucesso global. A televisão nunca teve esse poder e alcance global, por mais que a produção norte-americana inunde o resto do mundo.

Parabéns Netflix. Só isso já justifica a produção do documentário, que vocês bancaram enquanto as redes tradicionais não queriam se sujar. Vocês são poderosos.

Mensagem do Editor
Ei, tudo bom?
Gostaria de agradecer pela visita! Meu nome é Felipe Moreno, sou editor-chefe do StartSe e, como muito de vocês, dono de uma (minúscula) startup de mídia.
E vou te fazer um pequeno convite: vamos bater um papo! É só se cadastrar aqui embaixo e eu vou te enviar alguns e-mails para você com o melhor do nosso conteúdo para te ajudar, seja você um empreendedor, funcionário, investidor ou apenas interessado neste maravilhoso mundo!
É um caminho de comunicação direto que nenhum outro portal oferece para seus leitores. E a intenção é construir uma comunidade vibrante que esteja preparada para todos os enormes desafios que virão. Vamos construir conhecimento e conteúdo juntos! Conto muito com a presença de vocês neste papo!
[php snippet=5]
E não é só isso! Você tem alguma sugestão de pauta? Quer conversar sobre sua startup? Assessora alguma empresa? Tem alguma dica que pode ajudar outros leitores? Quer ter a SUA matéria publicada no site?
O StartSe quer ouvir de VOCÊ, nosso leitor, o que precisamos fazer para melhorar cada vez mais o site! Deixamos o form abaixo para você, mas se quiser, basta mandar um e-mail para redacao@startse.com.br!
 [contact_bank form_id=3]
[php snippet=9]
E por último, não esqueçam de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook! Lá poderemos debater tecnologia, inovação, startups, empreendedorismo e criar um ambiente saudável de troca de opiniões e networking!