O Facebook planeja uma mudança radical em um de seus aplicativos

As companhias poderão mandar mensagens diretamente para os seus clientes que já iniciaram um bate-papo com aquela companhia

Avatar

Por Da Redação

24 de fevereiro de 2016 às 13:13 - Atualizado há 4 anos

O TechCrunch vazou um documento do Facebook, enviado para seus principais anunciantes que mostra grandes mudanças em um dos seus principais aplicativos: o Messenger – usado por 800 milhões de pessoas.  A partir do segundo trimestre de 2016, é provável que ele tenha anúncios, como principal fonte de monetização.

As companhias poderão mandar mensagens diretamente para os seus clientes que já iniciaram um bate-papo com aquela companhia – parecido com o que muitas fazem “informalmente” no WhatsApp e SMS atualmente. E o Facebook avisa: comece a conversar com seus clientes por Messenger para quando a ferramenta lançar.

Leia também: 

Tem e-mail da Microsoft? Então conheça o “novo Outlook.com”
O Netflix virou o HBO e agora o HBO quer virar o Netflix
O erro número 1 do Habib’s (sim, você não leu errado)
O próximo videogame da Nintendo pode ser… uma nuvem?

A empresa também lançou uma nova URL: fb.com/msg/ que instantaneamente abre uma janela de mensagem com a empresa. Por ser uma URL real e mencionada no documento vazado, isso “aumenta a credibilidade” do documento. Essa é a primeira vez que o Facebook planeja monetizar o aplicativo diretamente.

O Facebook terá cuidado para não transformar o aplicativo em algo chato: as empresas só poderão mandar anúncios para clientes que já conversaram com ela, não pessoas aleatórias ou quem tivesse curtido sua página. Assim, limita a chance de ter questões de spam para não alientar os usuários do Facebook.

Contudo, Mark Zuckerberg já havia afirmado várias vezes que não acreditava que anúncios eram a melhor forma para monetizar mensagens, enquanto Jan Koum (CEO do WhatsApp e membro do conselho do Facebook) afirmava que anúncios eram uma “disrupção da estética das mensagens, insultava a inteligência dos usuários e eram um desperdício de recursos”.

A ideia do Facebook é substituir o “telemarketing” com serviços de mensagens – e por isso vem desenvolvendo ferramentas de inteligência artificial. A empresa já criou um botão de “Contate-nos” para ser usado por empresas.

A ideia é que as empresas agoram possam anunciar seus consumidores de promoções, lançamento de novos produtos, mostrar vídeos e ferramentas de retarget. Pode ser que essa mudança seja bacana. Vamos ver.

Conteúdo Appeando