Nem todo iPhone 6S é igual: a bateria de alguns dura quase 2 horas a mais

Avatar

Por Paula Zogbi

9 de outubro de 2015 às 18:50 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

SÃO PAULO – Depois da interferência de sinal causada pelas mãos dos usuários em 2010 e dos iPhones “curvados” em 2014, a nova polêmica que assola a Apple envolve os chips A9, dos modelos iPhone 6S e 6S Plus: existem duas versões diferentes deles, e aparentemente isso interfere no funcionamento dos aparelhos.

O barulho começou na internet nesta quinta-feira, segundo o site Cult of Mac, e deixou muita gente confusa sobre o que de fato muda entre os modelos distribuídos. A maior diferença percebida pelos usuários até agora foi entre a duração das baterias.

O que aconteceu foi o seguinte: a Apple contratou duas empresas diferentes para fabricar os processadores A9 – a Samsung e a TSMC. Esses processadores foram distribuídos aleatoriamente entre os novos smartphones, o que significa que não há como saber qual vem dentro de cada aparelho antes de comprá-lo.

A partir destas informações, os usuários passaram a realizar testes para descobrir se de fato há diferenças entre os desempenhos dos dois chips. E descobriram.

De acordo com os consumidores, o comportamento do chip fabricado pela Samsung mostrou-se um pouco mais rápido do que o da TSMC, mas em compensação apresentou um consumo maior de bateria. Algumas pessoas afirmam inclusive que os aparelhos com o chip da sul-coreana esquentam muito mais rápido e outras disseram ainda que o desempenho geral deles é pior.

Em uma nota, a Apple afirmou que o padrão de qualidade de ambos os processadores é o mesmo: “nossos testes e dados de consumo mostram que a real duração da bateria do iPhone 6S e do iPhone 6S Plus, mesmo levando em conta as diferenças entre componentes, varia apenas entre 2% e 3% de um aparelho para outro”.

Como os testes foram feitos por usuários e as pesquisas não possuem métodos científicos, é difícil realizar um diagnóstico final por enquanto, além do óbvio: a Apple fez uma bagunça e tanto.

Mas como saber qual o chip do seu celular?

Se você possui um iPhone 6S, já foram criados aplicativos para informar o chip do seu aparelho: um deles é o Lirum Device Info Lite, que foi removido por um tempo da App Store, mas já pode ser encontrado novamente. Outras opções são o iMazing, usado através do seu computador, e o Battery Memory System Status Monitor, que apresenta a informação no caminho System > Model.