Microsoft e empresa chinesa Xiaomi colaboram em inteligência artificial

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

26 de fevereiro de 2018 às 14:00 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Microsoft e a empresa chinesa de smartphones e devices Xiaomi – a segunda startup mais valiosa do mundo – estão trabalhando juntas mais uma vez. No dia 23 de fevereiro, as empresas assinaram um memorando estratégico de entendimento (MoU) para aprofundar a parceria. A Microsoft e Xiaomi colaborarão nos setores de inteligência artificial e computação em nuvem, principalmente. As empresas trabalham juntas desde 2015 – em 2016 a Xiaomi passou até a pré-instalar o Microsoft Office em seus devices Android.

A Xiaomi utilizará a nuvem Azure para expandir seus usuários no mercado global. Os dados dos usuários da Xiaomi ficarão na nuvem da empresa fundada por Bill Gates e Paul Allen. Os laptops da Xiaomi também contarão com o suporte do marketing da Microsoft, ajuda no desenvolvimento de produtos e penetração em mercados internacionais.

Apesar dos smartphones serem o core da empresa, a Xiaomi também possui outros dispositivos, entre eles os já citados notebooks. Mas a empresa também está adentrando na casa dos usuários através do Mi AI Speaker, um smartspeaker – tal como o Echo da Amazon, HomePod da Apple e Google Home. A Microsoft e a Xiaomi estão discutindo oportunidade de integrar a Cortana, assistente que utiliza a inteligência artificial da Microsoft, com o Mi AI Speaker.

De fato, a inteligência artificial é o setor em que deverá haver mais colaborações entre as empresas. Xiaomi aproveitará das tecnologias da Microsoft como a conversação em inteligência artificial, processamento da linguagem natural, conversação IA, tradutor, Cortana, Skype, entre outros.

“Xiaomi é uma das companhias mais inovadoras da China, e está começando a ficar popular em vários mercados ao redor do mundo. A experiência e força única da Microsoft em inteligência artificial, como nos outros produtos como o Azule, permitirão que a Xiaomi desenvolva tecnologia de ponta para todos ao redor do mundo”, disse o Dr. Harry Shum, vice-presidente executivo da Microsoft Artificial Intelligence and Research Group.

Empresas chinesas estão se destacando cada vez mais, começando a concorrer diretamente com gigantes dos Estados Unidos. Hoje, a Xiaomi está começando a concorrer com a Apple, por exemplo. Conheça as principais empresas do mercado chinês – o maior do mundo – em uma semana de aprendizado com os maiores empreendedores da China.

[php snippet=5]