Microsoft coloca US$ 50 milhões em projeto de IA para analisar o meio ambiente

Programa fornece uma série de ferramentas baseadas na nuvem e serviços de Inteligência Artificial para empresas que buscam abordar problemas relacionados às mudanças climáticas

Avatar

Por Lucas Bicudo

11 de dezembro de 2017 às 16:56 - Atualizado há 2 anos

A Microsoft anunciou um novo investimento de US$ 50 milhões no programa AI for Earth. A iniciativa, lançada em junho passado, fornece uma série de ferramentas baseadas na nuvem e serviços de Inteligência Artificial para empresas que buscam abordar problemas relacionados às mudanças climáticas.

Na época, a Microsoft colocou US$ 2 milhões no programa, além de outros complementos, como treinamentos sobre o uso de IA. Hoje, a empresa anunciou um “plano estratégico expandido” e mais US$ 50 milhões nos próximos cinco anos para “colocar a tecnologia nas mãos de indivíduos e organizações de todo o mundo que estão trabalhando para proteger nosso planeta”, segundo o presidente da Microsoft e Diretor Jurídico, Brad Smith.

A notícia chega na véspera do aniversário de dois anos do Acordo de Paris. Líderes mundiais estão se reunindo em na capital francesa amanhã na One Planet Summit, para fazer o balanço e apoiar os objetivos estabelecidos no contrato original.

“Na Microsoft, acreditamos que Inteligência Artificial irá mudar tudo como conhecemos. Nossa abordagem como empresa está focada na democratização da tecnologia, de modo que suas características e capacidades possam ser utilizadas por indivíduos e organizações em todo o mundo. Existem poucas áreas sociais onde IA pode ser mais impactante do que ajudar a abordar, monitorar, modelar e gerenciar os sistemas naturais da Terra”.

Não deixe de conferir: montamos um curso online de introdução à Nova Economia, responsável por todas essas mudanças. Basicamente, esse movimento está revolucionando a cultura de gestão corporativa. A tecnologia tem desafiado modelos de negócios estabelecidos. As boas práticas de gestão e governança são importantes, mas não aceleram mudanças disruptivas. Existe um novo ecossistema de inovação que quer tomar o mercado dos incumbentes. Como juntar forças e se beneficiar dessa conexão, visando tanto a inovação radical, quanto a inovação incremental? Essas questões serão discutidas no Corporate Startup Innovation. Não perca a oportunidade de conhecer o evento que a StartSe está promovendo sobre inovação corporativa via startups.

Gerenciar e processar vastas áreas de dados é uma área-chave onde a Inteligência Artificial poderia ajudar com as mudanças climáticas. Por exemplo, sensores de solo ou estações meteorológicas podem capturar muitos pontos de dados ambientais, enquanto IA pode ser treinada para classificar automaticamente os dados brutos capturados para a interpretação humana.

“Fundamentalmente, a Inteligência Artificial pode acelerar nossa capacidade de observar os sistemas ambientais e como eles estão mudando em uma escala global, converter os dados em informações úteis e aplicar essa informação para gerenciar melhor nossos recursos naturais”, acrescentou Smith.

A Microsoft afirmou que, nos últimos seis meses, forneceu mais de 35 concessões a nível mundial para o acesso à plataforma Azure e à tecnologia IA como parte do programa AI for Earth. Quanto ao seu “plano estratégico expandido”, bem, a Microsoft disse que pretende criar e testar novas aplicações da tecnologia em quatro áreas-chave: clima, água, agricultura e biodiversidade.

A empresa disse que proporcionará mais “treinamento avançado” para universidades e ONGs interessadas no desenvolvimento de Inteligência Artificial. Mais adiante, a Microsoft disse que vai escolher aqueles projetos mais promissores e fazer investimentos mais substanciais para ajudá-los a escalar. Como parte deste esforço, a empresa está criando uma nova “equipe multidisciplinar” em sustentabilidade.

“À medida que esses projetos avançarem, identificaremos e buscaremos oportunidades para incorpora-los em serviços de plataforma para que outros usuários possam usá-los para suas próprias iniciativas de sustentabilidade. Em outros casos, estes podem ser incorporados aos próprios serviços da plataforma da Microsoft”, finaliza.

(via VentureBeat)

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]