Plataforma conecta vítimas de violência sexual a terapeutas e advogadas

Avatar

Por Isabela Borrelli

25 de novembro de 2017 às 11:05 - Atualizado há 3 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

A cada 11 minutos, uma mulher é estuprada no Brasil. De acordo com uma pesquisa feita pelo IPEAcerca de 527 mil pessoas são estupradas por ano no país, sendo que 89% da vítima destes atos violentos são mulheres. Além disso, é preciso considerar que somente 10% dos casos de estupro são notificados.

Diante desses números, o Nossas, laboratório de ativismo, lançou em junho de 2016 o Mapa do Acolhimento. A iniciativa funciona como uma plataforma que conecta mulheres vítimas de violência sexual a uma rede de terapeutas e advogadas voluntárias.

Além de fazer essa conexão, o projeto também disponibilizou um mapa colaborativo sobre serviços públicos de atendimento a vítimas de violência sexual no Brasil. Ele já teve mais de 2 mil voluntárias que se dispuseram a avaliar esses serviços:

Ao clicar no Mapa, os serviços marcados em verde mostram os serviços bem avaliados por elas, os vermelhos os mal avaliados e os amarelos, serviços com déficits a serem resolvidos.

Hoje as voluntárias somam 540 terapeutas, 2578 voluntárias e 16 advogadas e inclusive conta com madrinhas de peso, como Camila Pitanga, Mariana Ximenes, Bruna Linzmeyer, Patrícia Pillar e mais.

Apesar do sucesso já conquistado, o projeto só está começando. O próximo passo é ter uma equipe dedicada integralmente à causa, impactando mulheres pelo país interio. Para isso acontecer, a iniciativa tem meta de arrecadar R$58 mil em pouco mais de 30 dias!

Conheça mais o projeto e saiba como ajudar: