A Marlboro não quer só tabaco. Quer cannabis também

Avatar

Por Diogo Max

4 de dezembro de 2018 às 14:40 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Altria, dona da marca de cigarros Marlboro nos Estados Unidos, está em negociações para comprar a Cronos, uma startup canadense produtora de cannabis, de acordo com uma notícia publicada pela agência Reuters.

Ainda segundo a reportagem, a dona do Marlboro busca diversificar seus negócios além dos tradicionais fumantes. A produtora de cannabis confirmou as negociações através de um comunicado, mas afirmou que ainda não chegou a um acordo.

A notícia impulsionou as ações da startup em Wall Street, que subiram 8% e valem 10,99 dólares. O valor de mercado da empresa já está em quase 2 bilhões de dólares.

A Cronos é uma empresa de cannabis que está presente nos cinco continentes. Ela foi a primeira a conseguir licença para operar no Canadá com propósitos medicinais. Um dos objetivos da companhia é construir empresas que mudem a percepção da cannabis e elevem de forma responsável a experiência do consumidor.

Um acordo entre as duas companhias marcaria uma grande união entre a indústria do tabaco tradicional e o setor de cannabis, que tem despertado interesse de várias empresas pelo sua possível disrupção nos negócios.

O primeiro movimento, no entanto, aconteceu com a mudança de negócio da americana Alliance One International, uma pequena produtora de tabaco que passou a produzir Cannabis com um novo nome, Pyxus International.

Legalização

A Cannabis foi totalmente legalizada no Canadá em outubro deste ano – o país é o primeiro do G20, o grupo das vinte maiores economias do mundo, a liberar o uso recreativo da planta. A lei permite a posse, cultivo e venda da erva entre adultos – a idade mínima considerada foi de 18 anos.

Nos Estados Unidos, a Cannabis é legalizada para uso medicinal em 33 estados. Em 10 deles, o uso recreativo já é permitido.