Lyft fatura o triplo esse ano, enquanto Uber envolve-se em escândalos

A empresa, que expandirá o serviço para o Canadá em dezembro, registra crescimento de 3x em seu faturamento

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

1 de dezembro de 2017 às 16:07 - Atualizado há 2 anos

A Lyft é uma empresa que une motoristas e pessoas através de um aplicativo, tal qual o Uber. A empresa é a principal concorrente do Uber nos Estados Unidos, local onde suas operações estão concentradas atualmente. Mas a Lyft irá se expandir e atuar no Canadá ainda neste mês de dezembro.

No primeiro semestre deste ano, a Lyft possuía US$ 483 milhões em receita, três vezes maior do que os US$ 150 milhões do mesmo período no ano passado. As despesas da empresa também diminuíram: no ano passado, a Lyft desembolsava US$ 4 por corrida, comparado aos US$ 1,20 deste ano. Em 2016, os gastos da empresa giravam em torno de US$ 283 milhões, e em 2017 foi de US$ 206 milhões.

Uber x Lyft

O que foi um ótimo ano para a Lyft mostrou-se polêmico para seu concorrente, o Uber. No começo do ano, o Uber foi acusado de roubo de documentos pela Waymo. O processo, com várias reviravoltas, agora encontra-se nos tribunais. Nesta semana, a empresa foi acusada de ter um departamento para roubo de segredos comerciais por um ex-funcionário. Coincidentemente (ou não), documentos do Uber mostram que a empresa perdeu cerca de US$ 1,5 bilhão no último trimestre, um aumento de US$ 1,06 bilhão do que o previsto.

Na primeira metade do ano, a empresa também passou por maus bocados, registrando perda de US$ 2 à 3 bilhões em receita, inclusive no UberEATS.

Agora, além das corridas por aplicativos, as empresas enfrentam-se em mais uma categoria: carros autônomos. A aposta nesta nova tecnologia – que mudará o mundo em pelo menos 4 maneiras – confirma que as empresas estão apostando em conceitos da Nova Economia, buscando impactar o mundo de forma benéfica (leia o e-book gratuito sobre a Nova Economia e participe do evento presencial).

Ambas estão tomando medidas para lançá-los – o Uber fez parceria com a Volvo e a Lyft com a Waymo (outra concorrente da Uber, inclusive nos tribunais), as duas últimas conseguindo até permissão para fazer testes nas ruas da Califórnia.

(Via Techcrunch)

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão da StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha em patrocinar os eventos da Startse, entre em contato no patrocinio@startse.com.

[php snippet=5]