Jim Cramer acredita que Bitcoin ainda vai subir 24.900% para US$ 1 milhão

Da Redação

Por Da Redação

18 de setembro de 2017 às 15:06 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

O apresentador e investidor Jim Cramer acredita que o Bitcoin deverá chegar ao preço de US$ 1 milhão/moeda nos próximos anos, uma alta de 24.900%. Isso deverá ocorrer por conta de uma crescente demanda pela moeda, que tem visto seu volume de negociação crescer muito recentemente.

Uma criptomoeda tem valor por conta do seu uso. Se ninguém usa, a moeda teria valor zero (seria um instrumento sem valor). Quanto mais usada, maior o seu valor. O Bitcoin nunca teve tanta aceitação. Alguns anos atrás, ninguém aceitava para nada – hoje, ela está até em caixas eletrônicos no meio da rua.

O valor da criptomoeda é seu efeito rede, as pessoas que usam. Se todo mundo usa o tempo todo, o Bitcoin precisa ter o valor que todas as moedas do mundo (que ela substituiu) somadas. Discutiremos isso na Bitcoin Conference – o maior evento sobre o assunto no Brasil, promovido pelo StartSe e que ocorrerá em novembro.

Para Cramer, isso significa atingir US$ 1 milhão nos próximos anos – conforme a demanda é maior, atingindo um valor de mercado de trilhões para o Bitcoin (o que representaria apenas que ele é um instrumento comum). Ele só se engana na razão para termos tanta demanda. Ele cita uma maior demanda por causa de “bancos europeus procurando bitcoins para pagar criminosos e hackers”.

Só que o mercado europeu de bitcoins representa só 9% do mundial (menor que Estados Unidos, Japão, China e Coreia do Sul). E o de ransomware? Uma fração pequena disso – o site Cointelegraph estima em apenas do 0,0012% do mercado europeu. Ou seja, Cramer acredita que 0,0012% de 9% do mercado total está jogando o preço para cima.

Besteira. O que joga o preço é o aumento na demanda. E isso tem sido consistente com o maior uso da moeda globalmente.

Conheça a Bitcoin Conference