Hackers descobrem como invadir iPhone e vendem por US$ 1 milhão até para governos

A técnica é fácil e remota, e usa o navegador Safari

Avatar

Por Paula Zogbi

3 de novembro de 2015 às 11:10 - Atualizado há 4 anos

Usuários de iPhone, cuidado.

Uma falha de segurança no navegador Safari – que não pode ser deletado dos iPhones e iPads – pode ser utilizada para espionar usuários de iPhones, de acordo com o MacRumors. E essa vulnerabilidade acaba de ser vendida por nada menos que US$1 milhão.

Hackers descobriram como usar o navegador para invadir os smartphones e venderam a ideia através do Zerodium, um site onde qualquer um pode comprar façanhas de softwares. Entre os clientes, há grandes empresas de tecnologia, governos e corporações de defesa..

O site organizou um concurso para descobrir uma maneira simples e remota de abrir mensagens de texto ou abrir páginas no safari. A recompensa para quem conseguisse era de até US$3 milhões. De acordo com Chaouki Bekrar, criador do site, “a companhia planeja revelar os detalhes técnicos aos clientes”. Mas a Apple não terá acesso a eles imediatamente, já que a técnica foi vendida.