Grandes empresas estão correndo para comprar um tipo específico de startup

Da Redação

Por Da Redação

29 de Maio de 2017 às 12:03 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Trinta e quatro startups de inteligência artificial foram adquiridas no primeiro trimestre deste ano, mais que o dobro do que foi comprado no mesmo período do ano em 2016 – de acordo com o CB Insights. As maiores empresas do mundo estão correndo para comprar este tipo específico de startup.

O principal tipo de comprador são as gigantes de tecnologia: o Google já comprou 11 startups de inteligência artificial desde 2012, seguido por Apple, Facebook e Intel. Elas estão tentando se tornar as pioneiras deste tipo de tecnologia, mas não as únicas.

Outras grandes empresas também estão interessadas, é o caso da Ford que investiu US$ 1 bilhão na Argo, uma empresa de inteligência artificial aplicada a carros autônomos e que foi fundada por ex-membros das equipes de desenvolvimento de carro autônomo no Google e na Uber. Esse tipo de empresa precisa de startups para inovar, ou vai acabar morrendo.

Startups estão tentando aplicar inteligência artificial para inúmeros campos diferentes, ao invés de uma aplicação única. Isso inclui áreas tão diversas quanto saúde e varejo. Isso atrai as grandes empresas, interessadas em montar plataformas mais completas, adquirindo estas startups para formar novas soluções.

As gigantes de tecnologia entraram em uma guerra nos últimos anos para contratar acadêmicos especializados em inteligência artificial – o que tornou esse campo um dos mais concorridos e com melhores salários. Comprar startups é apenas uma extensão desta política de contratações, já que sai muito mais barato adquirir do que construir a mesma solução dentro de casa.

A inteligência artificial é uma das 10 tecnologias mais promissoras para os próximos anos. A perspectiva é que ela mude radicalmente quase todos os produtos e serviços que usamos atualmente, além de permitir que máquinas funcionem com mais eficiência e substituam humanos em muitas de suas atividades.

Isso deverá causar um mundo mais próspero, mas com menos empregos “manuais”. De acordo com muitos futuristas, a inteligência artificial é a última tecnologia que precisa ser inventada pela humanidade: daí em diante, todas as outras seriam desenvolvidas a partir dela.

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo! E se você tem interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]