Governo chinês quer escolher genética de bebês para criar super gênios

Da Redação

Por Da Redação

28 de julho de 2017 às 12:55 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

O governo da China tem uma meta ambiciosa de fazer com que sua população seja a mais inteligente do mundo nas próximas décadas. Depois de investir bilhões de dólares em educação, ele tem uma arma a mais: bebês geneticamente escolhidos para serem naturalmente os mais inteligentes possíveis.

Um laboratório chamado BGI Shenzhen coletou o DNA de 2.000 das pessoas mais inteligentes do mundo para sequenciar os genomas dessas pessoas e identificar o que determina a inteligência humana – depois dessa identificação (que, de acordo com a Vice News, está próxima de acontecer) os pais poderão escolher seus zigotos com maior potencial de inteligência. Não é

A cada geração, estima-se um aumento de 15 pontos de Q.I em média: em apenas duas gerações, os chineses serão uma nova raça em termos de inteligência. E isso se traduzirá em uma economia mais criativa e dinâmica que poderá garantir a força econômica chinesa ao longo das próximas décadas.

“No ocidente temos dilemas morais com isso“, destaca Geoffrey Miller, um psicólogo de evolução da NYU, uma das 2.000 pessoas que doaram seus genes para o estudo. “Na China, não, 95% das pessoas diriam que é ‘óbvio que você ajudar a fazer os bebês serem mais saudáveis, felizes e inteligentes. É uma grande diferença”, completa.

Vale destacar que os bebês não terão seus genes modificados: um casal deverá fazer várias inseminações artificiais em laboratórios, que deverão ser analisados para identificar qual delas tem maior chances de produzir um gênio. Em outras palavras, os pais continuam passando seus genes adiante: apenas que desta vez, será escolhido o mais inteligente.

O sequenciamento genético é uma das tecnologias mais promissoras para as próximas décadas: se na China a aplicação é para transformar as crianças em gênios, a ideia no ocidente é ter noção de curar doenças e preveni-las. Um grande avanço na área da saúde! Se no oriente quem busca esse avanço é o governo, aqui são as startups e a iniciativa privada. Dê uma olhada no que elas estão fazendo para mudar sua vida!

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo! E se você tem interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]