GoPro poderá demitir 300 funcionários e fechar uma área inteira da empresa

A maior parte das demissões será na área de divisão aérea da empresa, responsável pelo drone Karma

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

8 de janeiro de 2018 às 10:33 - Atualizado há 2 anos

A GoPro está no processo de demitir de 200 a 300 funcionários, segundo o que relatou o TechCrunch. As demissões estão concentradas na “divisão da área” da empresa, que cuida do drone Karma, e pode ter a ver com as falhas do drone. Toda essa área pode ser fechada no futuro, com a empresa desistindo de construir drones no futuro.

A empresa explicou para os funcionários em uma carta que os cortes são parte de um plano de restruturação para “melhor alinhar nossos recursos aos negócios”. A fonte que informou o TechCrunch também relatou que os funcionários demitidos foram liberados nesta quinta-feira, mas receberão o seus pagamentos até o dia 16 de fevereiro.

[php snippet=5]

O fato de a maioria das demissões serem na divisão que cuida do drone Karma pode ter muito a ver com o próprio histórico de vendas do drone. No ano passado, os produtos vendidos tiveram um recall após relatos de drones caindo do céu no ano passado.

A empresa culpou a falha para a bateria desconectando do aparelho durante o voo e cancelou as vendas do produto, trazendo-o novamente para o mercado em fevereiro. Quando o drone voltou a venda, teve um bom desempenho, mas logo teve que enfrentar a concorrência da ex-parceira DJI com seus drones portáteis.

O CEO Nick Woodman buscou diversificar os produtos da empresa – que vende principalmente câmeras “de ação” – com o drone devido a grande concorrência. A melhoria das câmeras de smartphones e opções mais baratas semelhantes a GoPro fizeram a empresa investir em realidade virtual e drones para poder sobreviver.

A empresa teve um dos piores anos de sua história em 2016, quando demitiu 100 pessoas da divisão de entretenimento. Mais 270 vagas foram eliminadas em março de 2017, entretanto, os lucros da empresa aumentaram no segundo trimestre do ano passado.

A GoPro entendeu que é preciso inovar para manter-se ativa no mercado, principalmente porque a concorrência já está oferecendo produtos semelhantes. Para descobrir como se manter ativo na Nova Economia e descobrir quais tecnologias estarão em alta, participe do evento A Revolução da Nova Economia.

 Não deixe de entrar no grupo de discussão da StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha em patrocinar os eventos da Startse, entre em contato no patrocinio@startse.com.