Google admite que precisa de muita ajuda com próximo passo de carro autônomo

Da Redação

Por Da Redação

13 de janeiro de 2016 às 11:25 - Atualizado há 5 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

O carro autônomo do Google está chegando. Ele está praticamente pronto para ser produzido em larga escala. Exceto que o Google não tem como fazer isso por agora e admitiu que precisa de “muita ajuda” para tal, mostra uma matéria do Financial Times

Peter Krafcik, principal nome do projeto, discursou na conferência anual de notícia automotivas de Detroit. “Vamos precisar de muita ajuda para o próximo passo do nosso projeto. Vamos fazer mais e mais parcerias para tal, você pode contar com isso”, falou. 

Rumores diziam que o Google estava pronto para assinar um acordo com a Ford no final de 2015, mas isso nunca se materializou. A principal rival da Ford, porém, a GM, fez um investimento de US$ 500 milhões no Lyft, um aplicativo como o Uber, para construir carros autônomos. 

“Montadoras tem um histórico de produzir carros em escala. Conforme progredimos, vamos precisar olhar para frente e trabalhar com as pessoas para trazer essa tecnologia para o mercado”, disse Krafcik.

Ele destaca que há muito interesse no que o Google está fazendo. “Todas as montadoras querem falar conosco”, diz. O projeto de carro autônomo é um dos mais fortes internamente dentro do Google, com a Pacific Crest, uma firma de pesquisa calculando que o projeto tem valor de US$ 8 bilhões para o Google.