Ford lança o Chariot, aplicativo de corridas privadas em vans, em Londres

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

1 de fevereiro de 2018 às 14:11 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Desde que aplicativos de mobilidade urbana privada foram criados e se tornaram populares, existem novidades a cada dia, visando aumentar as opções e facilitar a vida das pessoas nas cidades. Essa semana, o Uber anunciou que lançará – em fase de testes – o Uber Bike no Vale do Silício. E, nesta segunda-feira, foi a vez da Ford ter a aprovação em Londres para transportar pessoas em carros do tipo van através de um aplicativo.

Chamado de Chariot, o serviço já está disponível em algumas cidades dos Estados Unidos – inclusive em São Francisco – e agora chega a Londres. Os carros do aplicativo são as vans Ford Transit, dirigidas por motoristas profissionais em rotas pré-determinadas. Para conhecer outras novidades já disponíveis no Vale do Silício, participe da Silicon Valley Conference que acontecerá em São Paulo.

No aplicativo, os passageiros reservam uma corrida e um lugar será reservado. As informações sobre a localização do motorista estarão disponíveis na plataforma antes e durante a corrida. O ingresso na van custará £2,40, enquanto uma viagem de ônibus regular em Londres é £ 1,50.

O Chariot é uma boa opção para os passageiros irem a locais com difícil acesso por transporte público – por isso usam rotas já pré-definidas -, e que não desejam pagar o preço de uma corrida em um carro particular também por aplicativo. Em Londres, as rotas propostas são áreas ao sul do Rio Tâmisa, onde não há estações de metrô perto, e na Reabilitação da Central de Energia de Battersea.

“O serviço possui o potencial de prover links de transportes úteis nas áreas em que estará disponível, majoritariamente fora do centro de Londres, e nós iremos monitorar com cuidado este teste”, disse um porta-voz no regulador de Transporte de Londres (TfL). Na fase de testes, o Chariot terá disponibilidade de três rotas já pré-programadas por um ano, e terá nove meses para uma quarta rota ser lançada.

(Via Business Insider)

[php snippet=5]