FMI pode emitir sua “própria versão do Bitcoin” para ser moeda global

Da Redação

Por Da Redação

9 de outubro de 2017 às 11:13 - Atualizado há 3 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 22 a 25/Fev - 2021, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Por décadas o mundo tem usado o dólar como uma forma de moeda global. Mas isso pode mudar: o Fundo Monetário Internacional, famoso FMI, está planejando emitir uma moeda digital parecida com o Bitcoin, de acordo com o Wall Street Journal.

Christine Lagarde, atual head da instituição, conjecturou sobre essa possibilidade em um evento no Bank of England, o banco central do Reino Unido. A ideia seria criar uma moeda para servir de reserva de valor global, usada em trocas internacionais e facilmente convertível para a moeda local facilmente – tirando poderes e responsabilidades do Fed, o banco central norte-americano.

Cada operação internacional, assim, ficaria registrada no blockchain do FMI. Além disso, essa nova moeda reduziria a importância de nações terem grandes reservas monetárias em moeda estrangeira. O FMI está convencido de que o blockchain permite que uma moeda

Vamos discutir o surgimento desta nova tecnologia a fundo no Bitcoin Conference, com os maiores especialistas do Brasil no Bitcoin, Blockchain e outras criptomoedas. Conheça-a e garanta sua participação.