Fechar os aplicativos para salvar bateria? Isso é um mito!

Fechar os aplicativos para salvar o mínimo de bateria pode só fazer mal para o seu smartphone

Avatar

Por Lucas Bicudo

11 de março de 2016 às 13:06 - Atualizado há 4 anos

Fechar os aplicativos que não estão sendo utilizados em seu iPhone não irá te ajudar com o prolongamento de sua bateria. Quem já afirmou o contrário sobre esse mito que persiste em ficar na boca do povo, geração após geração, é o próprio Craig Federighi, responsável pelo desenvolvimento de softwares da Apple.

Esse papo levou com que as pessoas criassem um hábito bem popular de fechar os aplicativos abertos na janela de multitarefa, até que ela fique completamente vazia. O mau entendido já foi desbancado inúmeras vezes, o próprio responsável pelo desenvolvimento já respondeu um e-mail, e agora – para ficar na mente – o antigo técnico da Apple e atualmente CEO da MartianCraft Kyle Richter escreveu uma ótima e detalhada explicação para dar um ponto final nessa história:

“Muitas pessoas acreditam que fechando esses aplicativos elas não estão fazendo nenhum mal para a bateria do aparelho, afinal ‘eles nem estão sendo rodados’. O próprio processo de fechar um aplicativo demandará uma quantidade relativamente significante da bateria. Existem recursos para que os smartphones fechem automaticamente o que lhes estão consumindo mais de bateria, sem a necessidade de você ir lá e fechar na barra de multitarefa. De fato, um aplicativo pode ficar em modo suspenso praticamente para sempre, você se surpreenderia com o quão inofensivo eles são para a vida de sua bateria. Agora, se você continuar fechando e abrindo todos nova e interruptamente, isso sim pode causar um dano na sua bateria.”