Facebook vai usar machine learning para separar notícias e eventos locais

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

29 de janeiro de 2018 às 12:26 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Hoje, ao deslizar pela timeline do Facebook, recebemos notícias das páginas que curtimos, que nossos amigos compartilham ou as que são patrocinadas. Não há exatamente uma separação dos temas ou locais das notícias, e as que são de locais determinado e por isso recebem menor alcance tendem a continuar da mesma forma. O Facebook mudará isso adicionando a seção “Today In”, que trará notícias e eventos do local em que o usuário determina estar.

O Today In trará um feed composto inteiramente de notícias, eventos e anúncios locais. A seção está em fase de testes e está disponível em seis cidades-regiões do Estados Unidos: Nova Orleans, Little Rock, Billings, Peoria, Olympia e Binghamton. Um porta-voz do Facebook afirmou que em breve os usuários poderão seguir cidades na qual não vivem, como sua cidade natal. A rede social planeja lançar a novidade em outras cidades.

A rede social está utilizando machine learning para determinar o conteúdo do Today In. A tecnologia ajudará a separar quais são as notícias e eventos de cada local. Machine learning é uma tecnologia que tem sido cada vez mais utilizada para automatizar processos e é uma grande aposta para 2018. Para conhecer essas e outras tecnologias promissoras, participe do evento que preparamos pra você e acontecerá amanhã, em São Paulo: 2018 – A Revolução da Nova Economia.

Os veículos de notícia que aparecerão serão aprovados pelo time de “News Partnerships” da empresa, supervisionado por Campbell Brown, que foi âncora da NBC. Para os veículos e influencers de cidades locais, a novidade ajudará a trazer mais tráfego às notícias, já que estas receberão um destaque maior por estarem inseridas em uma nova seção.

O Facebook afirma que essa medida faz parte da iniciativa do projeto de jornalismo da empresa, lançada pouco tempo depois da eleição presidencial dos Estados Unidos que elegeu Donald Trump. A tentativa é de diminuir a divulgação de Fake News na rede social, já que muitos apontam que esse foi um dos motivos de Donald Trump ser eleito.

Ainda para diminuir as fake news na rede social, o Facebook incluiu rótulos de “breaking news” para veículos de imprensa.

(Via Recode)

[php snippet=5]