Facebook “quebra” Tinder sem querer após mudança em permissões de API

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

5 de abril de 2018 às 10:38 - Atualizado há 3 anos

Logo Novo Curso

Transmissão exclusiva: Dia 08 de Março, às 21h

Descubra os elementos secretos que empresas de sucesso estão usando para se libertar do antigo modelo de Gestão Feudal de Negócios.

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

O Facebook está passando pela maior crise de sua história: a utilização de dados de usuários para fins políticos pela empresa de consultoria Cambridge Analytics. A rede social estima que dados de 87 milhões de usuários foram compartilhados com a empresa.

O Facebook têm se desdobrado para se recuperar do escândalo – e a última medida tomada pela rede social criada por Mark Zuckerberg foi de restringir o uso de dados por APIs. Sem querer, o Facebook acabou “quebrando” o Tinder, criando outro problema.

As APIs são as aplicações que permitem usar o login e dados do Facebook para criar perfis em outros aplicativos, como o Tinder. Para criar uma conta no aplicativo de relacionamento, é necessário ter um perfil no Facebook, como uma maneira de garantir a autenticidade.

O problema começou quando usuários do Tinder notaram que foram deslogados do aplicativo e não conseguiam mais realizar o login. Os usuários que entravam a partir do Facebook também não estão conseguindo fazê-lo, recebendo uma mensagem informando que as permissões do Facebook mudaram – o motivo pelo qual o problema está acontecendo. Os usuários são convidados a dar permissão para que o Tinder utilize os dados, mas são redirecionados para a tela de login novamente, presos em um looping.

“Um problema técnico não está permitindo que usuários façam login no Tinder. Nos desculpamos pelo inconveniente e estamos trabalhando para que todo mundo possa estar ‘deslizando’ novamente em breve”, esclareceu o Tinder em um tweet, com uma referência ao mecanismo de combinação entre pessoas utilizado no aplicativo.

O próprio Facebook assume a culpa nos problemas técnicos do Tinder – “Isso faz parte das mudanças que anunciamos hoje, e estamos trabalhando com o Tinder para resolvê-lo”, disse a rede social ao The Verge. Ainda não há previsão de quando o problema será resolvido.

O acontecido nos mostra como o Facebook tem um dos maiores poderes no planeta: ele pode, de certa forma, impactar e prejudicar milhares de empresas ao redor do mundo. A rede social é um dos principais ativos da Nova Economia, pois tornou-se, junto ao Google, uma das principais plataformas de publicidades de empresas e marcas e uma poderossíssima empresa de dados. Agora, a empresa está enfrentando uma maré de desconfiança – vários famosos boicotaram a rede social -, e está buscando se recuperar. Conheça a Nova Economia e as mudanças que estão surgindo em nosso e-book gratuito.

[php snippet=5]