Facebook anuncia criação de seu próprio Tinder e outras novidades

Avatar

Por Isabella Câmara

2 de Maio de 2018 às 13:48 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

O Facebook decidiu entrar no mundo dos aplicativos de paquera. O anúncio foi feito na última terça-feira (1) pelo presidente e diretor-executivo da empresa, Mark Zuckerberg, durante a Conferência Anual de Desenvolvedores do Facebook, a F8. Chamado de Facebook Dating, o aplicativo começará a ser testado ainda este ano e permitirá que as pessoas optem por criar um perfil de namoro no Facebook –  que só será visível para os não amigos que também optaram pelo aplicativo de paquera.

De acordo com a rede social, as possíveis correspondências serão recomendadas com base nas preferências do usuário, curtidas em comum e até amigos. Além disso, os usuários terão a opção de descobrir pessoas com interesses semelhantes por meio de seus Grupos ou Eventos. Devido a quantidade de dados que a rede social armazena, a proposta da empresa é fornecer conexões mais relevantes do que outros aplicativos.

Para usar o serviço, o usuário precisa criar um perfil apenas com o seu primeiro nome. Porém, esse perfil não ficará visível para amigos, usuários que não estão no recurso de namoro e não será exibido no Feed de notícias. Com base em interesses e amigos mútuos, além de outros dados que o Facebook possui, os usuários poderão navegar pelos perfis de outras pessoas, ver algumas de suas fotos e acessar informações básicas sobre elas.

Quando acontecer um “match”, ou seja, quando ambos os usuários estiverem interessados em uma conexão, será possível iniciar uma conversa em uma caixa de entrada especial separada do Messenger e do WhatsApp. Por segurança, somente o texto poderá ser enviado – ao menos por enquanto.

Imagem: Reprodução / Tech Crunch

Imagem: Reprodução / Tech Crunch

O Facebook Dating surge após a polêmica envolvendo o Tinder, Facebook e o uso de dados por APIs. Apesar da comparação, o serviço do Facebook se posiciona como uma versão mais comportada do que seus concorrentes mais populares. “A ferramenta foi criada para construir relações autênticas e duradouras, não somente encontros casuais”, afirmou Zuckerberg em seu discurso. Apesar das promessas, o presidente da rede social não explicou se o serviço será gratuito – como a maioria dos aplicativos do Facebook.

O anúncio fez as ações de seus concorrentes caírem. De acordo com o TechCrunch, o Tinder claramente está em perigo após o surgimento do Facebook Dating. As ações da sua controladora Match Group, segundo o site, caíram 22% depois que o Facebook anunciou sua entrada no mercado de relacionamentos.

Agora também é possível limpar seu histórico

O Facebook está construindo o Clear History, um novo recurso de privacidade que permite que usuários excluam dados que o Facebook coletou de sites e aplicativos visitados. Ou seja, agora é possível limpar parte do seu histórico de navegação do armazenamento de dados do Facebook, que muitas vezes são utilizados em anúncios e ferramentas de análise.

A mudança vem logo após o depoimento prestado por Mark Zuckerberg diante do Senado dos Estados Unidos para explicar o vazamento dos dados de 87 milhões de usuários. De acordo com o TechCrunch, após muitas pessoas se sentirem desconfortáveis ao saber que não tinham nenhum controle sobre esses dados, o Facebook decidiu dar um algum poder aos seus usuários. Mark Zuckerberg até chegou a comparar essa mudança à exclusão de cookies do histórico do seu navegador – a ação é boa para a privacidade, mas torna a experiência da rede social menos personalizada.

Chats por vídeo, personalização e filtro contra bullying

O Facebook também anunciou durante a F8 que o Instagram, sua popular plataforma de compartilhamento de fotos, está lançando a opção de chats de vídeo. O recurso irá expandirá as ferramentas de mensagens existentes no Instagram. Além desses chats de vídeo, o Instagram lançará um “Explorar” melhorado que, de acordo com Zuckerberg, será “mais focada nas coisas que você está interessado”.

Imagem: Reprodução / Tech Crunch

Imagem: Reprodução / Tech Crunch

O Instagram também lançará um novo filtro para proteger os usuários contra comentários de ofensivos. “Esse novo filtro esconde comentários que contêm ataques à aparência ou ao caráter de uma pessoa, bem como ameaças ao bem-estar ou à saúde de uma pessoa”, afirma a equipe do Instagram. Além da filtragem automática, o Instagram também receberá alertas quando houver problemas repetidos desse tipo com uma conta.

Oculus Go já está à venda

O Oculus Go, um dispositivo de realidade virtual independente e barato do Facebook, já está à venda. O novo dispositivo é menor, mais leve e não depende de computadores ou smartphones para funcionar – esse fato torna o lançamento do Facebook uma alternativa para quem não possui um dispositivo compatível com os óculos já disponíveis no mercado.

Imagem: Reprodução / Tech Crunch

Imagem: Reprodução / Tech Crunch

O dispositivo do Facebook custa US $ 199 para a versão com 32 GB e US $ 249 para a variedade de 64 GB.

Oculus TV

Após anunciar a venda do Oculus Go, o Facebook revelou que está trabalhando para transmitir TV dentro do dispositivo de realidade virtual. Chamado Oculus TV, a empresa espera que ele evolua para se tornar uma maneira rápida e fácil para usuários de realidade virtual mergulharem em conteúdo de vídeo de parceiros de streaming – sozinhos ou com amigos.

O aplicativo coloca uma experiência de TV em seu ambiente virtual com controles na tela especialmente adaptados, que transformam a tela em uma sala virtual.

O Facebook é um dos principais playes da Nova Economia e nasceu no Vale do Silício – o maior polo de inovação do mundo. Quer saber mais sobre o que torna essa região tão especial? Baixe nosso e-book gratuito.

[php snippet=5]

(Via: Tech Crunch)