Fabricantes de bateria de smartphone afirmam: elas duram só um ano

Avatar

Por Júlia Miozzo

19 de outubro de 2015 às 10:50 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Já se perguntou por que depois de algum tempo a bateria de seu celular passa a durar muito menos? Segundo a Battery University, uma das maiores fontes de informação sobre baterias, a bateria do celular é desenhada para durar apropriadamente entre um ano e um ano e meio.

O que a leva a ter um tempo limitado de funcionamento é que cada bateria é criada para ter uma vida útil que conta com 300 a 500 ciclos de carga – e a cada vez que o celular é colocado para carregar quando está abaixo de 70% de energia restante, ele passa por um ciclo. Após 250 ciclos, ainda segundo a Battery University, a capacidade da bateria pode ser reduzida de 94% para 84%. Ou seja: em um ano, a capacidade se reduz em 15 a 22%.

Outros fatores, como deixar o celular exposto ao sol ou calor por muito tempo e deixa-lo conectado a uma fonte de energia após ter sido completamente recarregado, podem impactar ainda mais na capacidade da bateria.

Mas ainda existe salvação: se você esperar a capacidade de sua bateria ficar abaixo dos 25% – no iPhone, por exemplo, o usuário é informado quando ela atinge os 20% – é possível que a bateria consiga passar por 2 mil ciclos de carga antes de ser prejudicada pelos efeitos nocivos.