Empresa do Vale do Silício lança foguete privado de classe orbital do mundo

Avatar

Por Lucas Bicudo

25 de Maio de 2017 às 18:42 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Foi lançado na Nova Zelândia o primeiro foguete de classe orbital a partir de uma plataforma de lançamento privada no mundo.

“Foi um dia incrível e estou imensamente orgulhoso de nossa talentosa equipe”, disse Peter Beck, CEO e fundador da Rocket Lab. “Somos uma das poucas empresas a desenvolver um foguete a partir do zero e fizemos isso em menos de quatro anos. Trabalhamos incansavelmente para chegar a este ponto. Desenvolvemos tudo em casa, construímos a primeira linha de lançamento orbital privada do mundo e fizemos isso com uma equipe pequena”.

“Foi um grande voo. Tivemos uma bela combustão, separação, ignição de segundo estágio e carenagem. Nós não conseguimos chegar à órbita e estaremos investigando porque, no entanto, chegar ao espaço em nosso primeiro teste nos coloca em uma posição incrivelmente forte para acelerar a fase comercial do nosso programa, levar nossos clientes à orbita e abrir espaço para os negócios”, continua.

Nas próximas semanas, os engenheiros da Rocket Lab em Los Angeles e Auckland trabalharão através dos 25 mil canais de dados que foram coletados durante o último lançamento. Os resultados irão informar as medidas tomadas para otimizar o foguete.

Veja também: Montamos o e-book: “Conheça o Vale do Silício“, para te ajudar a entender como as coisas funcionam em um dos maiores centros de inovação do mundo.

“Aprendemos muito com este lançamento de teste e aprenderemos ainda mais nas próximas semanas. Estamos empenhados em tornar o espaço acessível e este é um marco fenomenal nessa jornada. As aplicações conhecidas incluem relatórios meteorológicos melhorados, Internet a partir do espaço, previsão de desastres naturais, dados marítimos atualizados, bem como serviços de busca e salvamento”, diz Beck.

O lançamento de hoje foi o primeiro de três vôos de teste agendados para este ano. Rocket Lab vai atingir a órbita no segundo teste e olhar para maximizar a carga útil que o foguete pode transportar. Em plena produção, a Rocket Lab espera realizar mais de 50 lançamentos por ano – e é regulamentado para lançar até 120 vezes por ano. Em comparação, houve 22 lançamentos no ano passado dos Estados Unidos e 82 internacionalmente.

Confira um vídeo:

(via RocketLab)

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo! E se você tem interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]

Cursos Online Startse para você iniciar: