Elon Musk compartilha primeiro vídeo de túnel de transporte ultrarrápido

Avatar

Por Isabela Borrelli

5 de novembro de 2018 às 16:33 - Atualizado há 2 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

Depois de um ano que os planos da The Boring Company começaram a sair do papel, o primeiro túnel parece estar tomando forma no solo de Los Angeles.

Elon Musk anunciou o feito no Twitter no fim de semana e descreveu o túnel como “perturbadoramente longo” e que está na agenda para ser aberto em 10 de dezembro, afirma o Business Insider. Acompanhado dessas afirmações, Musk também compartilhou um vídeo com time-lapse das obras:

Assista ao vídeo aqui!

Em uma entrevista para a Recode, Musk afirmou que poderiam existir 100 níveis de túneis no solo. “Nós esperamos, com o tempo, criar uma rede de túneis maior que Los Angeles”, ele afirmou. “Acho que essa é a chave para se locomover pela cidade rapidamente. É preciso apostar no 3D!”.

O que ele quer dizer com 3D é exatamente essa ideia de túneis que passam uns por cima dos outros, eventualmente exigindo uma profundidade maior. “Você com certeza consegue ter um sistema de túneis com diversas camadas, mas eles são tão caros que ninguém faz”, completa ele.

Mas como exatamente esse túnel vai funcionar?

De acordo com o site da Boring Company, os passageiros entrarão em uma cápsula, que comporta até 16 pessoas, para, depois, ela abaixar até o nível do túnel. Apesar de priorizar pedestres e ciclistas, o túnel também foi desenhado para transportar carros individuais em velocidades até 150 milhas por hora.

The Boring Company via YouTube

Apesar de ser uma opção interessante, a capacidade máxima de 16 pessoas restringe o objetivo da empreitada, que seria melhorar o transporte na cidade, para um número muito reduzido de usuários. Segundo o Business Insider, o metrô de Nova York, por exemplo, consegue transportar até dois mil passageiros em um trem de 10 vagões, sendo que são 24 trens por hora.

Ao mesmo tempo, a empresa pode ter um benefício inestimável na manga: ela se propõe a reduzir o preço das passagens para pelo menos um décimo do preço normal. Por enquanto, ela não divulgou nenhuma estimativa de valor.