Construtora passa a aceitar Bitcoin na compra de imóveis

A Katz Construtora passou a aceitar Bitcoin como forma de pagamento em dezembro de 2017

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

4 de janeiro de 2018 às 16:13 - Atualizado há 2 anos

O setor de construção é um dos setores que menos sofreu mudanças ultimamente, por enquanto! A área de construção e imóveis passa por essa dificuldade pois lida com, literalmente, grandes ativos. Mas, apesar de ser uma tarefa difícil, as startups estão surgindo trazendo inovações, facilitando processos e revolucionando. Essas startups são chamadas de Construtech e serão abordadas na Construtech Conferenceconfira.

E foi justamente buscando inovação nesse setor que a Katz Construção passou a aceitar, no final de 2017, a compra de imóveis através de Bitcoin. “O mercado exige ousadia, adaptações e quem não acompanha as mudanças não evolui, não se mantém vivo às novas realidades. Precisamos enxergar além e acreditar”, afirma Daniel Katz, presidente da construtora.

A empresa de 40 anos atua principalmente em Belo Horizonte e na Bahia. Agora, todos os empreendimentos da construtora podem ser comprados por Bitcoin. “Aceitar Bitcoin é uma oportunidade de ampliar as modalidades de pagamento para nossos clientes e ainda de acompanhar o que é tendência no mercado, mas principalmente é uma maneira de oferecer a quem investiu na moeda, a alternativa de adquirir um bem, como um apartamento, por exemplo”, comenta Athos Bernardes, diretor de Incorporação da Katz Construções.

Para o presidente da construtora, Daniel Katz, a aceitação da criptomoeda pode ser o pontapé inicial para que investidores comprem seu primeiro imóvel. Para Daniel Katz, presidente da construtora, a moeda virtual é ainda uma chance para os investidores adquirirem seu primeiro imóvel. “Muitos detentores de Bitcoin são jovens, alguns inclusive ainda residiam com os pais quando apostaram na criptomoeda. E agora, com os rendimentos podem comprar imóveis para morar, ou mesmo para se tornar um investidor, revendendo ou alugando o imóvel”, finaliza.

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão da StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha em patrocinar os eventos da Startse, entre em contato no patrocinio@startse.com.

[php snippet=5]