Conheça o lápis de R$750 da Apple que vai “reescrever como usá-los”

Avatar

Por Paula Zogbi

12 de novembro de 2015 às 10:24 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Junto com o novo iPad Pro, o tablet “gigante” de 13 polegadas da Apple, a companhia anunciou também um gadget novo, voltado a profissionais das artes e do design: o Apple Pencil. O produto custará R$749 no Brasil, segundo o site oficial.

Por melhor que o periférico seja, o preço brasileiro é um absurdo: nos EUA, o mesmo produto sai por US$99, ou aproximadamente R$372. Mas já estamos acostumados com este tipo de exagero no que diz respeito à Apple.

De qualquer maneira, o lápis tem seus encantos. Nos sites especializados em reviews dos Estados Unidos, a recepção foi extremamente positiva – a precisão de funcionamento dos sensores do gadget é elogiada em todos os textos. Também existe a vantagem de ter a tecnologia dos já conhecidos trackpads sem a necessidade de estar próximo a um computador com os softwares apropriados para o desenho. Mas, afinal, o que faz com que o lápis de quase 800 reais seja especial?

O primeiro fator é a velocidade da resposta. A descrição do produto afirma que a leitura do sinal pelo gadget é feita em 240 vezes por segundo, o dobro da velocidade de leitura dos dedos, com a qual estamos acostumados.

Além disso, com o uso de sensores de pressão, a Apple consegue que sejam desenhadas linhas de diversas espessuras no tablet, como se o usuário estivesse usando lápis e papel (com a vantagem da digitalização imediata, claro). Também foi adicionada uma tecnologia que calcula o ângulo das mãos na hora do desenho, e assim cria um sombreado automaticamente, para desenhos mais realistas.

O iOS 9 também atualizou alguns aplicativos, como o Adobe Comp CC, que podem ser usados em conjunto com a novidade. A Apple promete 12 horas de bateria, que pode ser recarregada diretamente pelo próprio iPad Pro.