CEO do Google diz que nova invenção vai superar fogo e eletricidade

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

26 de janeiro de 2018 às 14:58 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Quais são as maiores invenções do ser humano para você? A roda, fogo ou eletricidade? Sundar Pichai, CEO do Google, acredita que a inteligência artificial terá um impacto tão grande na humanidade quanto a eletricidade. Pichai acredita que a inteligência artificial pode ser o maior paradigma de nossa história – a última coisa que a humanidade precisa inventar por si só.

E algum nível da inteligência artificial já está presente em nossa rotina. Não importa se o seu celular é Android ou IoS, em algum momento você conversará com a Siri ou o Google Assistente – mesmo se for para pedir para contarem piadas. Os assistentes como Alexa, Google Home ou HomePod (da Apple) ainda não chegaram no país e não são amplamente utilizados aqui, mas já são uma realidade causada pela inteligência artificial. Nos carros autônomos, que estão prestes a se tornar reais, tem MUITA inteligência artificial.

“Inteligência artificial é uma das coisas mais importantes em que a humanidade está trabalhando. É muito mais profundo que, não sei, eletricidade ou fogo”, disse o CEO do Google em um programa de televisão feito pela MSNBC e Recode.

Não surpreendentemente, o Google está investindo na tecnologia, oferecendo produtos com inteligência artificial. Em 2016, Pichai já se mostrava muito a favor da tecnologia: “Criando inteligência artificial de uma maneira que ajuda pessoas significantemente – eu acho que a palavra ‘moonshot’ (tiro na lua) é um entendimento para isso”.

Enquanto o CEO do Google exalta a inteligência artificial, uma opinião contrária também surpreende: Elon Musk, que possui o sonho de povoar Marte, acredita que a inteligência artificial pode acabar com a humanidade se não desenvolvida com cuidado.

A inteligência artificial existe em quatro níveis e encontra-se no nível um ou dois, limitando as máquinas às funções essenciais. Entretanto, a inteligência artificial possui o poder de fazer muito – e depende de quem as está criando. Para saber como utilizar a inteligência artificial, e saber como está impactando em nossas vidas, participe do evento que acontece nessa segunda-feira: 2018 – A Revolução da Nova Economia.

(Via Interesting Engineering)

[php snippet=5]